Ligue-se a nós

Desporto

W52-FC Porto ‘domina’ contrarrelógio e João Rodrigues vence

Publicado

Foto: Facebook Volta a Portugal PODIUM / Paulo Maria

João Rodrigues (W52-FC Porto) conquistou este domingo a 81.ª Volta a Portugal em bicicleta num contrarrelógio final, no Porto.

Depois de ter partido para a última etapa atrás de Jóni Brandão, por 41 centésimos de segundo, João Rodrigues foi o mais rápido no ‘crono’, em 27.31 minutos, menos 15 segundos do que António Carvalho (W52-FC Porto) e 27 do que o ciclista da Efapel.

Na geral, Rodrigues, de 24 anos, terminou com 27 segundos de avanço sobre Brandão e 1.08 minutos do que o espanhol Gustavo Veloso (W52-FC Porto).

Na sétima vitória consecutiva para a equipa de Sobrado, Rodrigues sucede ao bicampeão espanhol Raúl Alarcón, o grande ausente da 81.ª edição por lesão, e a Rui Vinhas como novo vencedor luso, três anos depois.

Entre Vila Nova de Gaia e o Porto, e com dezenas de milhares de pessoas a assistir ao longo do percurso, e sobretudo no final, na Avenida dos Aliados, os ‘azuis e brancos’ exibiram o domínio que têm evidenciado nas últimas sete edições e colocaram seis dos sete atletas no ‘top-10’ da etapa.

Rodrigues venceu, à frente de António Carvalho, que tinha vencido no sábado na Senhora da Graça, Gustavo Veloso foi quarto, Samuel Caldeira, vencedor do prólogo e camisola amarela nos primeiros dias, foi sétimo, Edgar Pinto foi nono e Ricardo Mestre, campeão da Volta em 2011, 10.º.

Na geral, Rodrigues nunca correu com a amarela, mas acabou por ganhá-la, batendo Jóni Brandão, terceiro na etapa após ceder 27 segundos para o vencedor, de 24 anos.

Desporto

Casillas anuncia candidatura à presidência da federação espanhola

Publicado

O espanhol Iker Casillas vai candidatar-se à presidência da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), anunciou hoje o guarda-redes do FC Porto, confirmando o fim próximo da carreira profissional.

“Sim, vou candidatar-me à presidência da RFEF quando se convocarem eleições. Juntos vamos pôr a nossa federação à altura do melhor futebol do mundo: o de Espanha”, afirma Casillas na rede social Twitter.

Casillas tinha anunciado em setembro que revelaria o seu futuro em março, depois de quase um ano parado, devido ao enfarte sofrido num treino dos ‘dragões’, em 01 maio de 2019, que o obrigou a uma intervenção cirúrgica.

Desde então, não voltou a jogar, mas manteve-se ligado ao FC Porto, permanecendo a dúvida quanto a um regresso à competição, embora o presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, tenha chegado a dizer que Casillas admitia voltar.

O futebolista, de 38 anos, oficializa agora o final da carreira enquanto jogador, ainda que o seu último jogo tenha sido disputado em 26 de abril de 2019, com um empate na visita ao Rio Ave (2-2), para a I Liga portuguesa.

Após o enfarte e já no período de recuperação, o FC Porto anunciou que o espanhol iria integrar, enquanto recuperava, o “staff diretivo da equipa de futebol”, mas chegou a inscrevê-lo na I Liga para a atual época.

O guarda-redes chega às eleições da RFEF identificado como uma das figuras mais conceituadas do futebol mundial, após uma carreira em que se notabilizou, sobretudo, na seleção espanhola e no Real Madrid.

Continue a ler

Populares