Ligue-se a nós

Desporto

Volta ao Alentejo vai esta quarta-feira para a estrada

Publicado

As principais equipas portuguesas partem como favoritas para a conquista da 37.ª edição da Volta ao Alentejo em bicicleta, com Luís Mendonça, agora na Rádio Popular-Boavista, a defender o título conquistado em 2018.

Montemor-o-Novo dá esta quarta-feira a partida para os 802,1 quilómetros da ‘Alentejana’ de 2019, com Luís Mendonça a sair com o dorsal número um, depois da surpreendente vitória no último ano, então ao serviço da Aviludo-Louletano.

A W52-FC Porto surge como a grande candidata entre as equipas portuguesas, num ano em que subiu ao escalão de continental profissional, e terá no espanhol Raul Alarcón, vencedor das duas últimas Voltas a Portugal, o seu principal favorito, secundado por nomes como o compatriota Gustavo Veloso ou português João Rodrigues, nono na última Volta ao Algarve.

Regressado ao pelotão português, Tiago Machado deverá ser a aposta do Sporting-Tavira, que, de acordo com a lista de pré-inscritos, terá também na sua equipa os experientes Rinaudo Nocentini e Alejandro Marque.

Terceiro na última Volta a Portugal, o espanhol Vicente García de Mateos poderá manter a vitória na Aviludo-Louletano, enquanto a Efapel, sem Jóni Brandão, deverá apostar nos portugueses Henrique Casimiro e Sérgio Paulinho.

Além de Luís Mendonça, a Rádio Popular-Boavista terá no seu conjunto João Benta, sexto na Volta a Portugal de 2018.

As decisões da ‘Alentejana’ devem estar reservadas para sábado, num dia com duas etapas, a primeira de manhã, com 74,3 quilómetros entre Ponte de Sor e Portalegre, nos quais a passagem pelo Cabeço do Mouro, curta, mas difícil, subida de segunda categoria a menos de seis quilómetros da meta, pode fazer diferenças.

À tarde, haverá uma repetição do contrarrelógio de 2018, em Castelo de Vide, com um percurso de 8,4 quilómetros, que contempla uma desafiante passagem pela Ermida da Senhora da Penha.

A 37.ª edição da prova começa com a etapa mais longa, entre Montemor-o-Novo e Moura, com 208,1 quilómetros, antes de a segunda tirada ligar Mértola a Odemira, na extensão de 182,8 quilómetros, ambas em terreno plano.

As primeiras diferenças poderão surgir na sexta-feira, com a chegada a Mora, 176,5 quilómetros após a saída de Santiago do Cacém, a ter dois quilómetros finais em ligeira subida.

Já depois do dia decisivo de sábado, a ‘Alentejana’ termina com a ligação de duas capitais de distrito, Portalegre e Évora, onde o vencedor será coroado na Praça do Giraldo, após 152 quilómetros.

Se as decisões parecem reservadas para sábado, nunca se pode descartar uma surpresa na Volta ao Alentejo, em cujas planícies, o vento e os eventuais ‘abanicos’ podem mudar o rumo de uma corrida, tal como aconteceu em 2018.

Desporto

Entradas de borla a quem for ver o Beira-Mar de bicicleta

Publicado

Foto: Facebook Sport Clube Beira-Mar

A falta de combustível provocada pela greve dos motoristas de transportes de matérias perigosas está, garantidamente, a condicionar as programações de treinos e jogos no desporto, mas também já houve quem aproveitasse esta crise, para atrair mais espetadores ao futebol.

Em plena crise dos combustíveis, o Beira-Mar decidiu oferecer bilhetes para o jogo contra o Fiães, marcado para esta sexta-feira, às 16 horas, a quem se deslocar de bicicleta ao Complexo Desportivo da Gafanha da Nazaré, casa emprestada do clube de Aveiro.

No facebook oficial do Beira-Mar pode ler-se:

Sexta-Feira jogamos pertinho, em casa emprestada, na Capital da Bicicleta, a Gafanha da Nazaré.

E porque não vos queremos preocupados com Gasóleos e Gasolinas, quem aparecer no estádio de Bicicleta não paga bilhete! 🚴‍♀️

Sem filas, sem preocupações e saudáveis como nunca! 💪

Contamos com todos vocês na Sexta-Feira?

Sport Clube Beira-Mar 🆚 Fiães S.C.
📍 Complexo Desportivo da Gafanha da Nazaré
📅 Sexta-Feira 19 Abril
16H00

 

Continue a ler

Populares