Ligue-se a nós

Atualidade

Vento e chuva forte estão de regresso

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 11 graus Celsius (na Guarda) e os 18 (em Lisboa) e as máximas entre os 16 graus (na Guarda) e os 27 (em Braga e no Porto).

Publicado

Treze distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo por causa do vento e da chuva que pode ser por vezes forte e acompanhada de trovoada, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Aveiro e Viseu estão sob aviso amarelo desde as 6:00 e até às 18:00 de hoje devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes.

Os distritos da Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Lisboa, Santarém, Setúbal, Beja e Faro estão sob aviso amarelo devido à chuva (até às 18:00 de hoje) e vento por vezes forte com rajadas até 75 quilómetros por hora, sendo até 85 quilómetros por hora (km/h)nas terras altas (até às 21:00 de hoje).

Os distritos de Portalegre e Évora estão sob aviso amarelo desde as 6:00 e até às 21:00 de hoje por causa do vento forte.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje no continente períodos de céu muito nublado, aguaceiros, por vezes fortes, acompanhados de trovoada e de rajadas fortes de vento, em especial nas regiões do interior e possibilidade de queda de granizo.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante sul, soprando por vezes forte e com rajadas até 75 quilómetros por hora (km/h) nas regiões Centro e Sul.

Nas terras altas, o vento será forte do quadrante sul, com rajadas até 85 km/h, em especial nas regiões Centro e Sul.

A previsão aponta ainda para a possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro matinal e descida de temperatura, em especial da máxima.

Atualidade

Ex-SCUT com descontos para passageiros frequentes e transporte de passageiros

Publicado

Os passageiros particulares frequentes e os veículos de transporte de passageiros vão ter descontos na passagem pelas portagens das antigas SCUT a partir de 01 de janeiro, anunciou hoje o Governo.

De acordo com a ministra da Coesão territorial, Ana Abrunhosa, o Conselho de Ministros de hoje decidiu que os detentores de veículos de classe 1 e classe 2 que sejam passageiros frequentes das antigas vias sem custos para o utilizador (SCUT) apenas pagarão portagens nos sete primeiros dias de utilização num mês, que podem ser seguidos ou interpolados, tendo descontos de 25% nas passagens seguintes.

O objetivo destas medidas é cumprir o programa do Governo quanto à necessidade de reduzir os custos de contexto e aproximar as populações no âmbito da coesão territorial, e reduzir a sinistralidade, “uma vez que facilitam o uso de vias mais seguras”.

As vias incluídas nesta medida são a A22 (a Via do Infante, no Algarve), a A23 – Autoestrada da Beira Interior (quer a concessão da IP, quer a concessão da Beira Interior), a A24 – Autoestrada do Interior Norte, a A25 – Autoestrada das Beiras Litoral e Alta, a A28 – Autoestrada do Norte Litoral, a A4 (na subconcessão Transmontana e na concessão no troço do Túnel do Marão), a A13 e a A13-1 (conhecidas como subconcessões do Pinhal Interior).

 

Lusa

Continue a ler

Populares