Ligue-se a nós

Atualidade

Trump ordenou ataques contra o Irão mas acabou por recuar

Publicado

O presidente dos Estados Unidos ordenou ataques militares contra o Irão, mas acabou por cancelar apenas horas antes do seu início.

A operação foi ordenada depois do Irão ter abatido um drone norte-americano não tripulado e de vigilância.

A notícia foi avançada pelo New York Times, que cita uma fonte anónima do Governo norte-americano, segundo avança a Associated Press esta sexta-feira, 21 de junho.

Donald Trump foi questionado na quinta-feira se planeava ordenar um ataque contra o Irão: “Em breve vão descobrir”, respondeu.

Os ataques foram recomendados pelo Pentágono e estavam entre as várias opções apresentadas a vários membros seniores da administração Trump.

A operação foi cancelada por volta das 19:30 em Washington, 00:30 em Lisboa. O cancelamento teve lugar depois de Donald Trump ter passado o dia de quinta-feira a discutir a estratégia para o Irão com os seus conselheiros para a defesa e líderes do Congresso.

Sobre o abatimento do drone, Donald Trump disse anteriormente: “O Irão cometeu um grande erro”, escreveu nas redes sociais.

O Irão garante que o drone violou espaço aéreo do país, com Washington a insistir que o drone encontrava-se em águas internacionais.

Recorde-se que Donald Trump rasgou o acordo alcançado entre os Estados Unidos, na altura liderados por Barack Obama, e o Irão, com o objetivo de reduzir o programa nuclear iraniano, em troca do alívio de sanções.

Atualidade

GNR apreendeu atum-rabilho com mais de 200 quilos em Ílhavo

Publicado

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR apreendeu na quarta-feira, na Gafanha da Nazaré, em Ílhavo, um exemplar de atum-rabilho com 205 quilogramas, bem como 226 quilogramas de pescado fresco de diversas espécies, num valor estimado de 6.980 euros.

Segundo um comunicado da GNR, o pescado foi descarregado de uma embarcação de pesca costeira “sem cumprir com as obrigações respeitantes ao registo obrigatório no diário de pesca das quantidades estimadas de cada espécie, bem como a respetiva notificação prévia antes de chegada a porto”.

A GNR informa que, de acordo com a legislação em vigor, o atum-rabilho faz parte de uma das oito espécies de atum pertencentes à família “Scombridae”, sendo uma espécie e predador de topo, com elevada importância para a pesca comercial e que está em perigo de extinção.

“Foi identificado o mestre da embarcação e elaborado o respetivo auto de contraordenação pelas infrações de não registo obrigatório no diário de pesca e notificação prévia antes de chegada a porto, cujas coimas podem atingir os valores de 75 mil euros e os 125 mil euros, respetivamente”, refere a mesma nota.

Continue a ler

Populares