Ligue-se a nós

Atualidade

Transporte fluvial no Barreiro parado devido a greve dos Mestres

ATUALIZAÇÃO

Publicado

A greve dos mestres da Soflusa, pelo cumprimento da valorização salarial, está com uma adesão de 100%, levando à paralisação do transporte fluvial entre o Barreiro e Lisboa.

Os 18 mestres que se encontram no ativo (outros seis estão de baixa), aderiram hoje na totalidade ao primeiro dia de greve, que se estende até quarta-feira, pelo cumprimento do acordo estabelecido em 31 de maio, adiantou à Lusa Carlos Costa, do Sindicato dos Transportes Fluviais, Costeiros e da Marinha Mercante (STFCMM).

A adesão de 100% também foi confirmada numa nota escrita da empresa, enviada à Lusa, que frisou que “hoje serão prejudicados 32.000 passageiros que utilizam diariamente a ligação fluvial” entre o Barreiro e Lisboa.

Segundo um comunicado na sua página, os serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral para os três dias de greve apenas incluem quatro carreiras (00:30 e 05:05 no Barreiro, no distrito de Setúbal, e 01:00 e 05:30, no Terreiro do Paço, em Lisboa).

“Desde 05:50 já saíram cerca de 12 autocarros com destino ao Terminal Fluvial do Seixal, a fim de ser utilizada esta alternativa de mobilidade”, informou a Soflusa.

Apesar desta situação, Carlos Costa, que se encontrava no terminal do Barreiro, afirmou que o ambiente mantém-se “calmo”. “Não há passageiros nenhuns, vem um ou outro para saber se há alguma ligação”, explicou.

Atualidade

Odivelas: Incêndio perto da estação de metro

Publicado

Mais de uma centena de operacionais combatem um incêndio que deflagrou esta tarde numa zona de mato, na localidade do Senhor Roubado, em Odivelas.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa revelou À Lusa que o incêndio está a ocorrer perto da estação de metro da localidade, mas não interfere com a circulação na ferrovia.

Também não existem habitações em perigo.

Continue a ler

Populares