Ligue-se a nós

Atualidade

Tóquio2020: Luciana Diniz na final de saltos

Publicado

A cavaleira portuguesa Luciana Diniz luta na quarta-feira pelas medalhas na final de saltos de obstáculos dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, num dia luso que começa com Angélica André na prova de 10 quilómetros em águas abertas.

A partir das 19:00 locais (11:00 em Lisboa), Luciana Diniz, montando Vertigo du Desert, vai lutar pelos primeiros lugares, depois de ter sido uma das 25 a acabar a qualificação sem faltas, sendo a oitava mais rápida.

A luso-brasileira foi nona classificada no Rio2016, melhorando as anteriores participações olímpicas, o 17.º posto de Londres2012 e o 25.º, em representação do Brasil, em Atenas2004, onde foi ainda 10.ª por equipas.

Portugal já conquistou em Tóquio2020 um diploma em equestre, com o oitavo lugar na prova coletiva de ensino, por intermédio de Maria Caetano, Rodrigo Torres e João Miguel Torrão.

O arranque do dia luso está marcado para as 06:30 locais de quarta-feira (22:30 de hoje em Lisboa), com Angélica André a sair da Odaiba Marine Park para a prova de águas abertas.

A partir das 10:40 (02:40), Teresa Portela e Joana Vasconcelos voltam a pagaiar no Sea Forest Waterway, na qualificação do K1 500 metros, estando os quartos de final agendados para as 12:07 (04:07).

Pelas 19:12 (11:12), Marta Pen corre na segunda semifinal dos 1.500 metros, depois de um protesto a ter ‘salvo’ na qualificação, enquanto Cátia Azevedo disputa as ‘meias’ dos 400 metros, a fechar o dia, pelas 19:46 (11:46).

Lusa

Atualidade

Nove mortes, 757 novas infeções e menos internados nas últimas 24 horas

Publicado

Portugal registou nas últimas 24 horas nove mortes atribuídas à covid-19, 757 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e uma redução nos internamentos em enfermaria.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), estão hoje internadas 410 pessoas com covid-19, menos duas do que na quinta-feira, 76 das quais em unidades de cuidados intensivos, mais uma do que na véspera.

As mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (2), na região Centro (4), no Alentejo (2) e no Algarve (1).

Relativamente às idades das vítimas mortais, cinco tinham mais de 80 anos, três entre os 70 e os 79 anos e uma entre os 40 e os 4 anos.

Continue a ler

Populares