Ligue-se a nós

Atualidade

Taxa de desemprego em Portugal vai rondar os 10% – prevê ministro das Finanças

Publicado

O ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno, estimou, em entrevista à RTP 3, que a taxa de desemprego em Portugal fique perto dos 10% em 2020, como consequência da pandemia de covid-19.

“Pensamos que a taxa de desemprego até final do ano possa vir a crescer três ou quatro pontos percentuais”, disse Mário Centeno que, quando questionado sobre se ficaria abaixo dos 10%, confirmou que “poderá ser ligeiramente abaixo desse número”.

A taxa de desemprego em Portugal em 2019 foi de 6,5%.

Já segundo o Barómetro das Crises, o confinamento social fez aumentar o desemprego logo em março, com 52.999 novos inscritos nos centros de emprego, o que representa um crescimento de 34% face ao mesmo mês de 2019.

O Barómetro do Observatório sobre Crises e Alternativas analisou os efeitos da crise causada pela covid-19 e divulgou as suas conclusões numa publicação eletrónica intitulada “Novo Desemprego: as fragilidades de uma opção produtiva”.

O estudo salienta que em março, o primeiro mês de confinamento social, se verificou um agravamento de 34% no número de novos desempregados inscritos, face ao mesmo mês de 2019. Essa evolução refletiu-se no nível do desemprego registado no final de março que subiu 3% face a março de 2019 e 8,9% face ao mês anterior.

Atualidade

Novembro vai ser um mês muito duro diz António Costa

Publicado

O primeiro-ministro anunciou há pouco o confinamento parcial em 121 concelhos com mais de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

António costa anunciou o dever cívico de recolhimento domiciliário. É a forma de evitar apanharmos o virús.

Os restaurantes vão passar a encerrar às 22h30h e só poderão ter mesas com 6 pessoas. As lojas encerram às 22h.

As medidas vão entrar em vigor a partir de 4 de novembro . A  reavaliação das novas medidas  vai ser feita de quinze em quinze dias.

António Costa avançou também ter pedido uma audiência a Marcelo Rebelo de Sousa de forma a pedir ao Presidente da República que seja declarado o Estado de Emergência nestas zonas.

Continue a ler

Populares