Ligue-se a nós

Atualidade

Segundo dia de greve dos mestres da Soflusa com adesão de 100%

Publicado

A adesão ao segundo dia de greve dos mestres da Soflusa é total, segundo Carlos Costa do Sindicato dos Transportes Fluviais, Costeiros e da Marinha Mercante (STFCMM).

“A adesão é de 100%. Está tudo parado”, disse à Lusa o dirigente do STFCMM sublinhando que os mestres da Soflusa, empresa de transporte fluvial que garante transporte de passageiros entre Lisboa e a margem sul do rio Tejo, estão em luta pelo cumprimento do acordo de valorização salarial.

Na segunda-feira cumpriu-se o primeiro dia de greve em que a “paralisação também foi total” acrescentou Carlos Costa referindo que o contacto que foi estabelecido com a administração “não trouxe nada de novo”.

“Sabemos que nestes dias de greve não costumam acontecer iniciativas no quadro da negociação, mas estamos sempre esperançados que o Governo ou o conselho de administração tragam alguma solução”, disse ainda o dirigente sindical.

O STFCMM espera que o terceiro dia de greve, que vai ser cumprido na quarta-feira, venha a ter uma “adesão de 100%, como nos dias anteriores” e só depois vão eventualmente ser decididas novas formas de luta.

Em causa está o cumprimento do acordo estabelecido em 31 de maio com a administração e o Governo, de aumento do prémio de chefia, em cerca de 60 euros, que dizem ter sido “suspenso”.

Na segunda-feira a empresa desmentiu esta situação, numa resposta escrita enviada à Lusa, garantindo que “estão a decorrer reuniões com os sindicatos para a sua efetivação”.

Segundo a página da Soflusa, apenas estão previstos para os três dias de greve os serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral, de quatro carreiras (00:30 e 05:05 no Barreiro, no distrito de Setúbal, e 01:00 e 05:30, no Terreiro do Paço, em Lisboa).

Atualidade

Bombeiro ferido no combate a incêndio na A3 em Famalicão

Publicado

Emergência Ambulância

Um bombeiro sofreu esta sexta-feira ferimentos ligeiros quando combatia um incêndio que começou numa pesado de mercadorias na Autoestrada 3 (A3) e se propagou a uma área florestal em Vila Nova de Famalicão.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga, o bombeiro foi conduzido ao Hospital de Famalicão.

Um camião que seguia na A3 no sentido Porto-Braga, sem transportar qualquer carga, incendiou pelas 10:00, em Famalicão, e acabou por incendiar também uma área florestal.

O condutor do camião escapou ileso.

Em comunicado, a Brisa refere que, pelas 10:00, a circulação na A3 foi interrompida no “sentido sul/norte, entre as saídas 7/Cruz e 8/Braga Sul”, para “combate a incêndio em veículo pesado”.

A circulação foi reaberta às 11:00.

Continue a ler

Populares