Ligue-se a nós

Atualidade

Rutura de coletor na origem de dejetos junto ao Festival Iminente em Lisboa

Publicado

Foto: Facebook Festival Iminente

A presença de dejetos junto ao Panorâmico de Monsanto, em Lisboa, onde decorreu o festival Iminente, deveu-se a uma rutura num coletor, revelou hoje à Lusa a Câmara Municipal, coorganizadora do evento.

Em resposta a um pedido de esclarecimento da agência Lusa, a autarquia explicou que no domingo foi detetada uma “rutura num coletor público, com a presença de dejetos e de um forte odor junto da encosta circundante ao parque de estacionamento” que serviu o festival de música e arte urbana.

Em causa está um vídeo divulgado no domingo, na rede social Facebook, por um homem que andava de bicicleta no parque florestal de Monsanto, e que revelava uma descarga de dejetos nas traseiras do edifício que acolheu o festival Iminente.

Em comunicado, o festival Iminente lamentou o sucedido, sublinhando que “cumpriu rigorosamente todas as diligências” para que “todo o ecossistema fosse respeitado e as regras de funcionamento e de descargas cumpridas”.

Atualidade

Porto e Gaia querem tabuleiro inferior da Ponte Luís I sem trânsito automóvel

Publicado

Foto: Wikipédia

As câmaras do Porto e de Gaia abandonaram a ideia de colocar passadiços no exterior do tabuleiro inferior da Ponte Luís I, que liga os dois municípios, e defenderam a exclusão do trânsito automóvel.

Numa sessão dedicada às pontes entre Porto e Gaia, no âmbito do Ciclo “Inovação Fora de Portas – Engenharia Civil à Mostra”, no Porto Innovation Hub, o vereador do Urbanismo da Câmara do Porto, Pedro Baganha, revelou que o projeto está “parado e abandonado”, acrescentando que “não chegou a ir a Conselho de Cultura”, dado que chumbaria se tal sucedesse.

Quando foi anunciado, em 2015, o projeto previa a construção de dois passeios de dois metros do lado de fora do tabuleiro inferior da Ponte Luís I.

A construção dos passadiços suspensos custaria cerca de 600 mil euros e necessitaria da autorização da Direção Regional da Cultura do Norte. Contudo, as autoridades competentes do património levantaram dúvidas quanto a esta pretensão.

Continue a ler

Populares