Ligue-se a nós

Atualidade

Rui Rio quer acabar com rendas excessivas nas energias renováveis

Publicado

Foto: Facebook Rui Rio - Social Democracia

Depois do pacote de medidas de redução de impostos, esta semana foi a vez de Rui Rio apresentar as medidas do PSD para a área das Alterações Climáticas.

Numa conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa, Rui Rio, reconheceu que o planeta está em “emergência climática”, admitindo que se fosse primeiro-ministro já tinha decretado esse estado, e apresentou um conjunto de 11 medidas para a redução das emissões de dióxido de carbono.

Uma delas é acabar com as rendas excessivas nas energias renováveis, isto é, as compensações fixas pagas pelos consumidores aos produtores de energias renováveis, o que fará diminuir significativamente a fatura dos consumidores de energia elétrica.

“Todos compreendemos o porquê dessas rendas fixas garantidas, servem para promovermos as energias renováveis, para termos uma alavanca para esse nicho de mercado. Mas nos dias de hoje a tecnologia está mais madura, os custos desses investimentos são menores, o mercado está estabilizado em relação à distribuição e consumo de eletricidade. Além de que conhecemos bem o reflexo das rendas fixas: contribuíram para o défice tarifário e para os custos da política energética que nos aparece na fatura da eletricidade“, explicou Salvador Malheiro, o vice de Rio que é também porta-voz do PSD no Conselho Estratégico Nacional para a área do Ambiente e Energia. Ou seja, o PSD quer “promover as energias renováveis mas sem qualquer consequência para o consumidor”, e para isso é preciso acabar de vez com as rendas fixas proporcionando novas formas de transação comercial de energia de acordo com as regras do mercado.

Sem especificar metas, porque o PSD está “mais focado em objetivos estruturais”, Rui Rio defendeu que a neutralidade carbónica deve ser atingida “antes” da data fixada pelo atual Governo, 2050, mas não disse quando.

Atualidade

Odivelas: Incêndio perto da estação de metro

Publicado

Mais de uma centena de operacionais combatem um incêndio que deflagrou esta tarde numa zona de mato, na localidade do Senhor Roubado, em Odivelas.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa revelou À Lusa que o incêndio está a ocorrer perto da estação de metro da localidade, mas não interfere com a circulação na ferrovia.

Também não existem habitações em perigo.

Continue a ler

Populares