Ligue-se a nós

Atualidade

Rui Lucas, o português em lua de mel que morreu no Sri Lanka

A mulher do português já pediu ao Governo ajuda para “regressar rapidamente” a Portugal.

Publicado

Rui Lucas, de 31 anos e natural de Viseu, estava em lua de mel no Sri Lanka. Morreu no hotel Kingsbury, vítima de um bombista suicida.

No mais recente balanço, o número de mortos ascende a 290 e 500 feridos.

A única vítima portuguesa chama-se Rui Lucas, é natural de Viseu, e estava no Sri Lanka com a mulher em lua de mel, depois de terem casado na semana passada, avança o JN.

“Era uma pessoa com um coração enorme, um grande amigo”, afirmou Augusto Teixeira sobre Rui Lucas, que desde 2013 era seu colaborador na T&T Multielétrica, que presta serviços nas áreas das energias renováveis, domótica e segurança, eletricidade e climatização.

Ao JN, Augusto Teixeira adiantou que Rui Lucas tinha casado há cerca de uma semana – “fez no sábado oito dias” – e estava no Sri Lanka em lua-de-mel com a mulher. “Ele gostava de desportos de natureza, mas acho que não foi por isso que escolheu o Sri Lanka. Ia passar a lua de mel para um sítio calmo, com uma cultura completamente diferente. Gostava de viajar, viajava muito nas férias”, afirmou.

O presidente da República já falou com a viúva e apresentou condolências. “O meu pensamento vai em especial para a família da vítima portuguesa e já tive a oportunidade de apresentar as condolências à viúva”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações à agência Lusa.

Atualidade

Desfile de crianças para adoção no Brasil gera polémica

O evento é organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil, num centro comercial de Cuiabá.

Publicado

Foto: Twitter Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso

Crianças e adolescentes aptos para adoção, dos quatro aos 17 anos e devidamente produzidos, desfilaram num evento organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil, num centro comercial de Cuiabá, no Mato Grosso, mas a ação está a gerar polémica.

Segundo avança a imprensa brasileira, os jovens desfilaram para os eventuais pais adotivos.

O evento tem o nome “Adoção na Passarela” e já foi comparado por internautas a uma “feira de adoção” ou a uma “vitrine”, para além também de se referirem ao evento como um “desfile para animais de estimação”.

Em jeito de defesa, a presidente da Comissão de Infância e Juventude, Tatiana Ramalho, sublinhou, de acordo com o jornal Globo, que “o objetivo é dar visibilidade a essas crianças e a esses adolescentes que estão aptos para adoção”.

 

Continue a ler

Populares