Ligue-se a nós

Atualidade

Rosa Grilo diz que sempre foi “uma esposa dedicada”

Publicado

a

Arma

A viúva do triatleta Luís Grilo continua sem admitir o crime e afirma que sempre foi “uma esposa dedicada”, mesmo quando tinha um amante, António Joaquim.

Através de uma carta enviada ao Correio da Manhã, Rosa Grilo revela alguns pormenores da sua relação com o marido e com o amante, António Joaquim. Além disso, diz que não consegue ultrapassar a morte do marido: “Continuo a não conseguir ultrapassar, ele sempre fez parte da minha vida”.

“Eu sempre cuidei dele, sempre fui uma esposa dedicada e continuo a sê-lo mesmo quando reencontrei o António”, escreve a mulher de Luís Grilo na mesma carta.

Sobre o casamento com o triatleta, a homicida garante que esteva estável antes da morte de Luís Grilo: “A minha vida com o Luís nos últimos anos não terá sido muito diferente da de outros tantos casais, com casamentos de 20 anos. Mesmo com problemas e as infidelidades do Luís, que sempre fui perdoando, os consumos de droga e alguma violência, sempre fomos ultrapassando tudo o que ir surgindo”, escreveu.

Rosa Grilo e António Joaquim arriscam agora pena máxima de prisão e vão ser acusados de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

A acusação tem de ser conhecida até dia 25 de março.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Tribunal de Leiria decreta prisão preventiva a suspeito de bater em mulher grávida

Publicado

a

O juiz de instrução do Tribunal de Leiria decretou prisão preventiva ao homem suspeito do crime de violência doméstica sobre uma mulher grávida.

Numa nota de imprensa, o Comando Territorial da GNR de Leiria informa que o juiz de instrução do Tribunal de Leiria aplicou a medida de coação de prisão preventiva, tendo o homem sido encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Leiria, onde irá aguardar o desenrolar do processo.

A GNR de Leiria, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas, deteve, na semana passada, um homem de 23 anos, no concelho de Figueira da Foz, “na sequência da investigação que decorria há cerca de três meses”.

Durante a investigação, a GNR apurou que o suspeito “agredia física e psicologicamente a vítima, uma mulher de 36 anos, grávida de dois meses, e a ameaçava de morte com armas de fogo”.

No seguimento das diligências, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção e a cinco buscas, das quais três domiciliárias, uma a um estabelecimento de restauração e bebidas, e outra a um veículo, nas localidades de Caldas da Rainha, Benedita, Rio Maior e Figueira da Foz.

Destas ações, resultou a recuperação de um veículo, que havia sido furtado no ano de 2017, em Quarteira (Algarve), e na apreensão de 1.429 doses de haxixe, 1.335 euros em numerário, sete cartuchos, duas caixas de punção e um motor de veículo.

O detido tem antecedentes criminais pela posse de arma proibida e furto.

Esta ação contou com o apoio de militares do Destacamento Territorial de Caldas da Rainha e do Comando Territorial de Santarém.

Continue a ler

Populares