Ligue-se a nós

Música

Rolling Stones assinalam 60 anos com série documental com quatro episódios

Publicado

Os Rolling Stones assinalam o 60.º aniversário da banda com uma série documental, divida em quatro partes e exibida no canal EPIX, que se foca nos membros mais icónicos do grupo britânico.

O documentário “My Life as a Rolling Stone”, que terá um total de quatro horas, estreia em 07 de agosto e é realizado por Oliver Murray e Clare Tavernor, noticiou esta terça-feira a agência Associated Press (AP).

Divida em quatro partes, a série documental tem foco nos membros mais populares da banda britânica, com retratos detalhados do vocalista Mick Jagger, dos guitarristas Keith Richards e Ronnie Wood e do falecido baterista Charlie Watts.

Em comunicado, os produtores referiram que o documentário procura “realçar a criatividade dos Rolling Stones, as suas inspirações e como os artistas, individualmente e coletivamente, superaram adversidades, notoriedade e demónios pessoais, para escrever a trilha sonora que marca os dias de hoje”.

Os Rolling Stones estão na estrada, com a digressão europeia Sixty, sem passagem por Portugal, que começou em 01 de junho em Madrid e foi afetada com alguns cancelamentos, após Mick Jagger ter testado positivo à covid-19.

Esta é a primeira digressão europeia da banda sem o baterista Charlie Watts, que morreu em agosto do ano passado, aos 80 anos.

Charlie Watts entrou no grupo em 1963, sendo o terceiro baterista dos Rolling Stones, mas, de longe, o mais duradouro e um de três elementos da banda, com o guitarrista Keith Richards e o vocalista Mick Jagger, a constar de todos os discos de estúdio.

Diagnosticado com um cancro na garganta em 2004, ultrapassou a doença e figurou não só nos discos lançados pela banda desde aí (“A Bigger Bang”, de 2005, e “Blue & Lonesome”, de 2016), mas também editou trabalhos em nome próprio, acompanhado por outros coletivos, com destaque para o aclamado disco com a Danish Radio Big Band, de 2010.

Na digressão norte-americana que a banda realizou no ano passado, Charlie Watts foi substituído por Steve Jordan, que irá acompanhar os Rolling Stones na digressão europeia.

Os Rolling Stones, formados em 1962, já atuaram várias vezes em Portugal, a última das quais em 2014, no festival Rock in Rio Lisboa. Na altura, o concerto contou com uma participação de Bruce Springsteen.

“A Bigger Bang”, de 2005, é o último álbum de originais do grupo, mas depois desse os Rolling Stones editaram em 2016 “Blue & Lonesome”, feito apenas de versões e que lhes valeu um prémio Grammy de melhor álbum de blues tradicional.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.