Ligue-se a nós

Desporto

Rali de Portugal terá 21 especiais, incluindo uma na Foz do Douro

As inscrições terminam no dia 20 de abril, às 18:00.

Publicado

Foto: Edição 2019 do Rali de Portugal / Facebool Rally de Portugal

O Rali de Portugal terá 21 especiais cronometradas, incluindo uma super-especial na zona da Foz do Douro, no Porto, a disputar ao final da tarde de sábado, 22 de maio.

De acordo com a versão provisória do guia do rali, na prova lusa, quarta ronda do campeonato do mundo, os pilotos enfrentam um total de 346,26 quilómetros cronometrados, divididos por 21 especiais a percorrer ao longo de três dias de prova, de 21 a 23 de maio.

Depois do cancelamento da edição de 2020 devido à pandemia de covid-19, o Automóvel Club de Portugal (ACP) regressa ao centro do país, com sete troços naquela região. Lousã, Góis e Arganil recebem duas passagens de cada concorrente, ficando Mortágua com uma passagem antes da super-especial em Lousada encerrar o dia, com 122,88 quilómetros.

No sábado, os concorrentes enfrentam o dia mais longo, com 165,16 quilómetros divididos por sete especiais, incluindo uma super-especial de 3,30 quilómetros traçada na Foz do Douro, com os participantes a partirem aos pares.

As restantes são desenhadas entre Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante.

Para domingo, 23 de maio, estão reservados mais seis troços, terminando com a ‘Power Stage’ de Fafe. Pelo meio, os pilotos têm de percorrer ainda os troços de Felgueiras e Montim.

Em 2019, o estónio Ott Tanak, em Toyota Yaris, venceu a 53.ª edição do Rali de Portugal, acabando por conquistar o primeiro campeonato da sua carreira no final do ano.

Atualidade

Grande Prémio de Moto GP começa hoje a acelerar no Algarve

Publicado

O Grande Prémio de Portugal de MotoGP arranca hoje, no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, com a disputa das primeiras duas sessões de treinos livres de MotoGP, com Miguel Oliveira, Moto2 e Moto3.

O circuito algarvio acolhe a prova do Mundial de Velocidade em motociclismo pelo segundo ano consecutivo, cinco meses depois de ter sido o palco da vitória do piloto português Miguel Oliveira (KTM) na prova da categoria rainha, no derradeiro evento de 2020.

Este ano, o GP de Portugal é a terceira das 19 provas do Mundial confirmadas até ao momento, numa temporada ainda marcada pelas restrições provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Depois de duas rondas disputadas no circuito de Losail, no Qatar, em que terminou em 13.º e 15.º, respetivamente, o piloto português espera repetir este fim de semana a prestação de novembro, em que conquistou ‘pole position’ e vitória, numa corrida em que ainda assinou a volta mais rápida.

Hoje, a partir das 09:00 horas, começam as primeiras sessões de treinos livres, enquanto da parte da tarde se disputam as segundas sessões (FP2), com os pilotos a temerem as previsões de aguaceiros.

Miguel Oliveira chega a esta ronda no 14.º lugar da classificação, com quatro pontos somados, a 36 do líder, o francês Johann Zarco (Ducati).

O GP de Portugal assinala, ainda, o regresso do espanhol Marc Márquez (Honda) à competição, nove meses depois de ter sofrido uma fratura do úmero do braço direito, na ronda de abertura do campeonato de 2020, no circuito espanhol de Jerez de la Frontera.

– Programa de sexta-feira, 16 abr:

Moto3: Treinos livres 1 09:00 – 09:40.

MotoGP: Treinos livres 1 09:55 – 10:40.

Moto2: Treinos livres 1 10:55 – 11:35.

Moto3: Treinos livres 2 13:15 – 13:55.

MotoGP: Treinos livres 2 14:10 – 14:55.

Moto2: Treinos livres 2 15:10 – 15:50.

Continue a ler

Populares