Ligue-se a nós

Atualidade

Prisão preventiva para o jovem detido no Porto por motorista da Uber – PSP

Publicado

Justiça

O jovem entregue esta quinta-feira, sob detenção, à PSP do Porto pelo motorista do Uber, que momentos antes tentara assaltar no Campo Mártires da Pátria, ficou em prisão preventiva, disse à Lusa fonte policial.

Hugo Saraiva, de 20 anos, foi detido pelo motorista da Uber, no momento em que tentou o assalto à viatura, e entregue às autoridades, cerca das 01:15, na esquadra do Infante, na zona histórica do Porto.

O detido foi, entretanto, identificado como um dos três foragidos em 2018 do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto.

O motorista relatou à polícia que tinha a viatura parada no Campo Mártires da Pátria, também no Porto, esperando ser acionado para algum serviço, quando foi abordado por Hugo Saraiva e outro jovem não identificado com o pretexto de os levar a algum local.

Como não tinha sido acionado através da plataforma eletrónica, o motorista da Uber recusou e, nesse momento, Hugo Saraiva entrou no carro por uma das portas traseiras e tentou furtar um telemóvel e outros bens.

“Só que o condutor arrancou rápido e conseguiu levar o suspeito até à esquadra”, disse a fonte. Quando chegou levava o jovem amarrado pelo braço.

“Como o conseguiu fazer, não sabemos. Sabemos, isso sim, que conseguiu garantir que ele não lhe fugia até chegar à esquadra”, disse a fonte.

Hugo Saraiva, foi o mais jovem dos três envolvidos numa fuga do TIC em 18 de outubro do ano passado e que acabaram capturados no dia seguinte.

Momentos antes daquela fuga, um juiz de instrução tinha decretado a sua prisão preventiva por alegado envolvimento em dezenas de furtos a idosos no Grande Porto.

Atualidade

Taxa de transmissibilidade da covid-19 subiu para acima de um

Publicado

A taxa de transmissibilidade (RT) da covid-19 em Portugal subiu nos últimos dias, situando-se acima de um (1), afirmou hoje a ministra da Saúde.

Na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia, Marta Temido afirmou que, entre 05 e 09 deste mês, o índice de transmissão da doença, foi estimado em 1,04, o que mostra “uma ligeira tendência de crescimento”.

Entre os dias 03 e 07 de agosto, a taxa de transmissibilidade (número médio de casos secundários que resultam de um caso infetado) estava nos 0,99.

“Estes resultados aconselham uma atitude de precaução e manutenção do esforço consistente de todos, face aquilo que é a evolução do contexto internacional”, acrescentou.

Portugal regista hoje mais dois mortos por covid-19, que ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, e 235 novos casos de infeção em relação a quinta-feira, num total de 53.783 casos confirmados e 1.772 mortes.

Em termos percentuais, a taxa de mortalidade em Portugal por covid-19 situa-se nos 3,3%.

A ministra disse ainda que o número de pessoas que estão a recuperar em casa se mantém estável, situando-se nos 22,8% e que o número de doentes hospitalizados por covid-19 representa 0,7% dos infetados.

A taxa de incidência para os últimos sete dias fixa-se nos 13,9 casos por 100 mil e em relação aos últimos 14 dias situa-se nos 26,4 novos casos por 100 mil habitantes.

Marta Temido avançou também que o boletim epidemiológico passa a ter novo formato a partir de segunda-feira, dizendo que se pretende que seja de “mais fácil leitura”.

A ministra terminou a parte introdutória da conferência de imprensa a congratular-se com o facto de não haver utentes com covid-19 na Rede de Cuidados Continuados Integrados, equipamentos ao dispor de doentes em reabilitação e recuperação, dizendo que foi fruto de um “esforço intenso das equipas”.

Portugal regista hoje mais duas mortes por covid-19 e 235 novos casos de infeção em relação a quinta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Continue a ler

Populares