Ligue-se a nós

Atualidade

Primeira-ministra britânica demite-se

Publicado

Foto: Facebook Theresa May

Theresa May não resistiu à falta de consenso quanto às condições para a saída da União Europeia, o chamado Brexit, e anunciou a demissão.

Numa declaração emocionada, Theresa May disse ter feito o “melhor que conseguiu” para honrar o resultado do referendo de 2016, que defendia a saída da União Europeia.

“Foi a grande honra da minha vida ter sido a segunda primeira-ministra, mas certamente não a última” do Reino Unido, afirmou May, que terminou o discurso com a voz embargada pelas lágrimas.

Sobre a votação do acordo do Brexit negociado por May com a União Europeia rejeitado já três vezes pelo Parlamento britânico e marcada mais uma vez pela primeira-ministra cessante para 3 de junho não foram avançados pormenores. “O meu sucessor terá de encontrar um consenso”, disse a primeira-ministra.

A decisão de May foi anunciada esta sexta-feira de manhã, à porta da sua residência oficial, o número 10 de Downing Street, depois de esta manhã ter estado reunida com Graham Brady, presidente do “Comité de 1922”, responsável pela organização do Partido Conservador.

Atualidade

Novos aviões da TAP investigados após enjoos e vómitos a bordo

O problema poderá estar no sistema de renovação do ar. 

Publicado

Vários tripulantes e passageiros da TAP apresentaram, nos últimos meses, queixas de enjoos e vómitos a bordo dos novos aviões A330Neo.

O mais recente episódio dos vários registados aconteceu na semana passada, durante um voo para o Brasil.

De acordo com a TSF, a tripulação sentiu-se mal no final da viagem e os pilotos foram vistos a usar uma máscara na aterragem para garantirem que respiravam o ar adequado. O mesmo já teria acontecido noutros voos. Segundo a estação de rádio, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) já recebeu cerca de dez relatos de tripulantes preocupados.

Segundo a TSF, o problema pode estar relacionado com uma renovação insuficiente do ar dentro dos novos aviões – os mais recentes aparelhos ao serviço da companhia portuguesa -, que faz com que este atinja valores que podem causar indisposições no final de viagens longas.

A TAP confirmou ao JN, em resposta escrita, ter “registo de relatos de casos pontuais de tripulantes com ligeiras indisposições”, afastando que tais sejam motivados pela circulação de ar.

A Airbus já reuniu com a companhia aérea, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil e a Associação Portuguesa de Tripulantes de Cabine, a fim de apurar a causa do problema.

Continue a ler

Populares