Ligue-se a nós

Música

Portugal à procura de um lugar na final da Eurovisão

Publicado

Foto: YouTube Conan Osíris

Conan Osiris atua esta terça-feira em Telavive por um lugar na final da 64.ª edição do Festival Eurovisão da Canção.

Hoje decorre a primeira semifinal do concurso, que será disputada por 17 países e, a avaliar pela média de várias casas de apostas, calculada pelo ‘site’ eurovisionworld.com, Portugal arrisca-se a falhar a final.

Portugal, que concorre com a canção “Telemóveis”, interpretada e composta por Conan Osiris, ocupava na segunda-feira o 12.º lugar na lista de preferências mas só dez países passam à final.

Além de Portugal, hoje atuam os concorrentes da Grécia (Katerine Duska, “Better Love”), Chipre (Tamta, “Replay”), Austrália (Kate Miller-Heidke, “Zero Gravity”), Islândia (Hatari, “Hatrið mun sigra”), Hungria (Joci Pápai, “Az én apám”), Sérvia (Nevena Božović, “Kruna”), República Checa (Lake Malawi, “Friend of a friend”), Eslovénia (Zara Kralj & Gašper Šantl, “Sebi”), Bélgica (Eliot, “Wake up”), Estónia (Victor Crone, “Storm”), Polónia (Tulia, “Pali się”), Bielorrússia (Zena, “Like it”), São Marino (Serhat, “Say Na Na Na”), Geórgia (Oto Nemsadze, “Keep on going”), Finlândia (Darude com Sebastian Rejman, “Look Away”) e Montenegro (D mol, “Heaven”).

Aos 10 países apurados hoje irão juntar-se outros 10, que serão escolhidos na segunda semifinal, na quinta-feira.

Na final, no sábado, aos 20 países apurados nas duas semifinais, irão juntar-se os ‘Cinco Grandes’ (França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido) e o país anfitrião (Israel).

Atualidade

Lionel Richie quer sucesso ‘We Are The World’ na luta contra o Covid-19

Publicado

Foto: facebook.com/Lionel Richie

Lionel Richie afirmou que poderá vir a gravar uma nova versão de ‘We Are The World’, desta vez para angariar dinheiro para a luta contra a Covid-19.

À revista People, o cantor norte-americano explicou: “Há duas semanas, dissemos que não queríamos celebrar [o 35º aniversário] da canção, por não ser a altura certa. Mas, agora, a mensagem é muito clara”, defende, apontando para a urgência da tirada “There’s a choice we’re making, we’re saving our own lives” (“é uma escolha que fazemos, estamos a salvar a nossa vida”).

Em 1985, a canção ‘We Are The World’, composta por Lionel Richie e Michael Jackson, contou com as vozes de Paul Simon, Diana Ross, Tina Tirner, Bruce Springsteen, Bob Dylan e Cyndi Lauper, entre muitos outros, e levou à angariação de cerca de 60 milhões de euros em ajuda humanitária para África.

Continue a ler

Populares