Ligue-se a nós

Atualidade

Polícia holandesa deteve suspeito do ataque ao elétrico em Utrecht

Publicado

Um porta-voz da polícia holandesa anunciou em conferência de imprensa,que o principal suspeito do tiroteio, Gmkmen Tanis, de 37 anos, natural da Turquia, foi detido hoje à tarde.

As autoridades não esclareceram ainda o motivo do tiroteio,que provocou três mortos e cinco feridos.

O pai do suspeito disse à agência de notícias turca DHA que se o filho cometeu o crime “deve ser punido”, referindo que já não tem contacto com ele há mais de 11 anos.

Tanis tem cadastro, tendo sido levado por várias vezes a tribunal, na Holanda, por pequenos furtos e por uma acusação de violação, segundo fontes na cidade.

O tiroteio verificou-se hoje, pelas 10:45 (hora local, 09:45 em Portugal Continental) num elétrico que percorria o bairro de Kanaleneiland, no centro de Utrecht, na Holanda.

Atualidade

Novos aviões da TAP investigados após enjoos e vómitos a bordo

O problema poderá estar no sistema de renovação do ar. 

Publicado

Vários tripulantes e passageiros da TAP apresentaram, nos últimos meses, queixas de enjoos e vómitos a bordo dos novos aviões A330Neo.

O mais recente episódio dos vários registados aconteceu na semana passada, durante um voo para o Brasil.

De acordo com a TSF, a tripulação sentiu-se mal no final da viagem e os pilotos foram vistos a usar uma máscara na aterragem para garantirem que respiravam o ar adequado. O mesmo já teria acontecido noutros voos. Segundo a estação de rádio, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) já recebeu cerca de dez relatos de tripulantes preocupados.

Segundo a TSF, o problema pode estar relacionado com uma renovação insuficiente do ar dentro dos novos aviões – os mais recentes aparelhos ao serviço da companhia portuguesa -, que faz com que este atinja valores que podem causar indisposições no final de viagens longas.

A TAP confirmou ao JN, em resposta escrita, ter “registo de relatos de casos pontuais de tripulantes com ligeiras indisposições”, afastando que tais sejam motivados pela circulação de ar.

A Airbus já reuniu com a companhia aérea, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil e a Associação Portuguesa de Tripulantes de Cabine, a fim de apurar a causa do problema.

Continue a ler

Populares