Ligue-se a nós

Atualidade

Polícia brasileira intima cantor Eduardo Costa a depor sobre suspeita de ameaças

Publicado

A Polícia Civil intimou o cantor sertanejo Eduardo Costa, na manhã desta quarta-feira, a prestar depoimento sobre um caso de supostas ameaças envolvendo outro músico mineiro, avança o portal R7.

Os agentes da Deajec (Delegacia Adjunta ao Juizado Especial Criminal) de Belo Horizonte estiveram na casa do músico no bairro Bandeirantes, na região da Pampulha, esta manhã.

Fontes ligadas às investigações indicam que os esclarecimentos são relativos a supostas ameaças que teriam sido feitas contra o músico Clayton, dupla com Romário, que teria um relacionamento com a ex-noiva de Eduardo Costa.

Um advogado de Clayton procurou a polícia no último 23 de dezembro para denunciar a situação envolvendo o cliente.

De acordo com o boletim de ocorrência, Eduardo Costa e o irmão Weliton Costa teriam escrito mensagens direcionadas a Clayton, por não aceitar o suposto envolvimento do músico com Victória Villarim.

Atualidade

MAI apela a empresas para facultarem documento que justifique deslocações

Publicado

O ministro da Administração Interna alertou hoje para as restrições de circulação durante o período da Páscoa e por isso apelou às empresas para que facultem aos trabalhadores um documento que justifique as deslocações fora do concelho de residência.

Em conferência de imprensa realizada após a quinta reunião da estrutura de monitorização do estado de emergência, realizada no Ministério da Administração Interna, Eduardo Cabrita disse que, entre os dias 09 e 13 de abril, vai haver “um conjunto de restrições à circulação muito significativas”, sublinhando que, durante este período, “apenas por razões imperiosas de saúde ou de urgência” e de trabalho se pode sair do concelho de residência.

Nesse sentido, apelou às entidades patronais para que preparem um documento que justifique, durante esse período da Páscoa, as deslocações fora do concelho da residência, indicando em que atividade trabalha e qual a razão.

O estado de emergência foi hoje renovado até 17 de abril com mais medidas restritivas, nomeadamente a proibição de grupos na rua com mais de cinco pessoas, além de regras mais apertadas de circulação para o período da Páscoa, como encerramento dos aeroportos e proibição de circulação fora do concelho de residência.

O ministro sublinhou que as polícias municipais vão ter mais poderes, passando atuar numa “cooperação expressa com as forças de segurança”.

O novo decreto do estado de emergência dá também, segundo Eduardo Cabrita, mais poderes às juntas de freguesias, que têm um “papel ativo muito importante” na consciencialização dos portugueses.

O ministro sublinhou que as juntas de freguesia têm agora “competência expressa de aconselhamento, recomendação e comunicação” às forças de segurança de situações de incumprimento.

 

Continue a ler

Populares