Ligue-se a nós

Atualidade

PM afirma que Pedro Nuno Santos cometeu erro grave que foi corrigido

Publicado

António Costa, afirmou hoje que foi “cometido um erro grave” sobre o novo aeroporto por parte do ministro das Infraestruturas, erro que Pedro Nuno Santos assumiu “com humildade” e que foi “prontamente corrigido”.

Esta justificação foi transmitida aos jornalistas por António Costa antes de se encontrar com o Presidente de França, Emmanuel Macron, no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa, tendo adiantado que não teve aviso prévio do teor despacho do Ministério das Infraestruturas por na quarta-feira se encontrar na cimeira da NATO em Madrid.

Na sua declaração inicial, o primeiro-ministro começou logo por salientar que o próprio ministro Pedro Nuno Santos reconheceu publicamente ter cometido “um erro grave, felizmente prontamente corrigido”.

“A orientação do Governo está restabelecida. O despacho está revogado”, declarou o primeiro-ministro.

Na quarta-feira, o Ministério das Infraestruturas divulgou que a nova solução aeroportuária para Lisboa passava pela construção de um novo aeroporto no Montijo até 2026 e por encerrar o aeroporto Humberto Delgado, quando estivesse concluído o de Alcochete, em 2035.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.