Ligue-se a nós

Atualidade

Plano apresentado pelo Governo promete resolver falta de militares

Publicado

Facebook Forças Armadas Portuguesas

O Governo apresenta hoje um Plano de Ação para a Profissionalização, como resposta a um estudo que revela haver pouca apetência dos jovens pelo serviço militar e confirma uma redução do número de efetivos desde que o serviço militar deixou de ser obrigatório, especialmente nos últimos dez anos.

O plano será apresentado durante o seminário “Serviço Militar: Escolher um Futuro”, que irá decorrer ao longo de todo o dia em Lisboa.

Em entrevista à agência Lusa, a secretária de Estado, Ana Pinto, reconheceu que “tem existido uma contração do efetivo em regime de contrato ou em regime de voluntariado”, mas salientou que o Plano a apresentar hoje contempla medidas para inverter a situação e para cada ramo das Forças Armadas (FA).

E, com esse plano a cinco anos, acrescentou, espera-se capacidade para recrutar jovens e capacidade para os reter mais tempo.

“E temos várias medidas, designadamente o Regime Especial de Contrato, que alarga a capacidade de permanência no período de tempo ao serviço nas FA, e queremos ter também essa capacidade de reinserir esses profissionais no mercado de trabalho, quando termina o contrato. Temos uma série de medidas que procuram qualificar e certificar a formação que é dada nas FA para depois serem aplicadas no mercado de trabalho e inserir estes trabalhadores altamente capacitados e qualificados”, resumiu a secretária de Estado.

Nas palavras de Ana Pinto, pretende-se com o “pacote” de medidas que é hoje apresentado tornar as FA atrativas e dar a conhecer melhor o percurso profissional que pode ser desenvolvido.

Atualidade

Já se pode tomar banhos nas praias do Algarve

Publicado

Praia

Já foi levantada a interdição a banhos nas praias entre a Ilha do Farol (Faro) e Vilamoura (Loulé) afetadas pela “maré vermelha”, de acordo com o JN.

Segundo o jornal, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) já deu ordem à Polícia Marítima Nacional para que proceda “ao levantamento do desaconselhamento de banho nas praias compreendidas entre a Ilha Deserta e a praia das Açoteias”.

Para já, mantém-se a interdição preventiva da apanha de bivalves nas zonas afetadas. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera ainda não levantou a proibição decretada esta terça-feira por temer que houvesse contaminação.

Continue a ler

Populares