Ligue-se a nós

Atualidade

Pinto da Costa: “Sucessor? Gostava que tivesse a mesma paixão que eu pelo FC Porto”

Publicado

O presidente do FC Porto deu uma extensa entrevista à TVI onde abordou diferentes temas.

Pinto da Costa revelou que os ‘dragões’ equacionaram a contratação de Lucas Veríssimo, central do Santos, mas que no final o treinador Sérgio Conceição decidiu por outras opções.

“Lucas Veríssimo não veio porque o FC Porto não quis. Tivemos vários centrais em observação, foi uma das opções que ficou para o final e no final o treinador quis ficar com Pepe, Mbemba, mais este Sarr e o Diogo Leite, que pretendeu que ficasse. Chegou a estar em cima da mesa. Se quiséssemos era nosso, não quisemos”, afirmou.

Pinto da Costa, que este ano assumiu o 15.º mandato na presidência do FC Porto, garantiu que ainda há projetos que quer deixar feitos antes de deixar o clube, sendo que a construção de uma Cidade Desportiva está no topo da lista.

“Nunca penso no que falta fazer. Acho que no FC Porto há sempre coisas para fazer. Diziam-me ‘já fizeste tudo, ganhaste tudo, fizeste um estádio, um pavilhão e o museu’. Quem fez foi o FC Porto, e eu tive a oportunidade de liderar nessa altura. Ainda há coisas que quero fazer: a Cidade Desportiva, que temos no pensamento e já na ação, e queria que o FC Porto estivesse sólido e unido quando eu sair. Em termos pessoais não estou à procura de fazer nada”, salientou ainda o presidente que se recusa a dizer se este será o último mandato.

“Costuma dizer-se: nunca digas nunca. Em diversas vezes já disse que era o último e até já disse que depois de acabar o mandato não me recandidatava. Mas depois, por circunstâncias diversas eu não saí. Nem vou dizer que é o último nem que não é”, afirmou.

Sobre o seu sucessor Pinto da Costa também não quis falar em nomes, apenas referiu que gostaria que fosse alguém “com a mesma paixão pelo FC Porto”, acrescentado que Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, reúne essas características.

“Gostava que fosse alguém que sentisse o FC Porto, vivesse o FC Porto, trabalhasse para o FC Porto. Rui Moreira é um dos que reúne essas características. FC Porto não é uma monarquia. Se fosse teria de preparar o meu filho. Agora não é. Quem manda são os sócios. Se os sócios escolherem um aventureiro o problema é dos sócios. Isto não é meu. Nunca irei dar opinião, quem vier tem que ser a escolha dos sócios. A coisa pior que podia acontecer a quem me suceder era eu estar a dar conselhos. Gostava que tivesse a mesma paixão que eu pelo FC Porto, que ponha os interesses do clube acima de tudo e todos. A partir daí quero é vir ao futebol sem ter qualquer responsabilidade. No dia em que deixar de ser presidente quero ser apenas adepto do FC Porto”, afirmou.

Pinto da Costa comentou também o “fair play” financeiro da UEFA, dizendo que até ao fim do ano a instituição vai sair deste controlo. Garantiu, aliás, que se não fosse a pandemia da covid-19 o FC Porto já  teria por esta altura as contas equilibradas.

Atualidade

Ex-SCUT com descontos para passageiros frequentes e transporte de passageiros

Publicado

Os passageiros particulares frequentes e os veículos de transporte de passageiros vão ter descontos na passagem pelas portagens das antigas SCUT a partir de 01 de janeiro, anunciou hoje o Governo.

De acordo com a ministra da Coesão territorial, Ana Abrunhosa, o Conselho de Ministros de hoje decidiu que os detentores de veículos de classe 1 e classe 2 que sejam passageiros frequentes das antigas vias sem custos para o utilizador (SCUT) apenas pagarão portagens nos sete primeiros dias de utilização num mês, que podem ser seguidos ou interpolados, tendo descontos de 25% nas passagens seguintes.

O objetivo destas medidas é cumprir o programa do Governo quanto à necessidade de reduzir os custos de contexto e aproximar as populações no âmbito da coesão territorial, e reduzir a sinistralidade, “uma vez que facilitam o uso de vias mais seguras”.

As vias incluídas nesta medida são a A22 (a Via do Infante, no Algarve), a A23 – Autoestrada da Beira Interior (quer a concessão da IP, quer a concessão da Beira Interior), a A24 – Autoestrada do Interior Norte, a A25 – Autoestrada das Beiras Litoral e Alta, a A28 – Autoestrada do Norte Litoral, a A4 (na subconcessão Transmontana e na concessão no troço do Túnel do Marão), a A13 e a A13-1 (conhecidas como subconcessões do Pinhal Interior).

 

Lusa

Continue a ler

Populares