Ligue-se a nós

Atualidade

Phone Off: PSP fiscaliza uso de telemóveis durante a condução

Publicado

A Polícia de Segurança Pública (PSP) dá hoje início à operação “Phone Off” para fiscalizar até 12 de maio o uso do telemóvel pelos condutores, com o objetivo de alertar e dissuadir comportamentos de risco.

A PSP lembra que “com exceção dos aparelhos dotados de um único auricular ou de microfone com sistema de alta voz, o Código da Estrada proíbe a utilização e manuseamento de telemóveis durante a condução/marcha dos veículos atendendo a que estudos demonstram os seus efeitos nocivos, comprovando que o uso de ferramentas digitais ao volante aumenta drasticamente o risco de acidentes rodoviários”.

Os dados indicam que “manter uma conversa telefónica durante a condução, possui efeitos tão nocivos como conduzir sob influência de álcool”.

De acordo com dados da PSP, entre 01 de janeiro e 30 de abril foram registados 4.998 acidentes, que provocaram 53 mortos, 231 feridos graves e 5.888 feridos ligeiros.

Atualidade

Taxas moderadoras em centros de saúde acabam em 2020

Publicado

O parlamento aprovou esta sexta-feira um projeto de lei do Bloco de Esquerda que acaba com as taxas moderadoras nos centros de saúde e em consultas ou exames prescritos por profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O projeto-lei foi aprovado com votos contra do CDS-PP e votos favoráveis das restantes bancadas, tendo o grupo parlamentar anunciado que iria apresentar uma declaração de voto.

O objetivo do diploma é que “deixem de existir taxas moderadoras nos cuidados de saúde primários e em todas as consultas e prestações de saúde que sejam prescritas por profissional de saúde e cuja origem de referenciação seja o SNS”.

No texto que foi hoje discutido e votado, o Bloco propõe a “dispensa de cobrança de taxas moderadoras” no atendimento, consultas e outras prestações de saúde no âmbito dos cuidados de saúde primários, bem como em “consultas, atos complementares prescritos e outras prestações de saúde, se a origem de referenciação para estas for o Serviço Nacional de Saúde”.

Continue a ler

Populares