Ligue-se a nós

Atualidade

Passadiços do Paiva encerrados até domingo devido a risco de incêndio

Publicado

Foto: Facebook Passadiços do Paiva .PT

Os Passadiços do Paiva estão encerrados até domingo devido ao alerta de agravamento do risco de incêndio no distrito de Aveiro, revelou a Câmara de Arouca.

“Estando os Passadiços do Paiva inseridos em espaço florestal e sendo uma das atrações turísticas locais com maior afluência turística, o município de Arouca, enquanto entidade gestora desta infraestrutura, determinou o seu encerramento até domingo, procurando assim salvaguardar quem visita o local”, explicou à Lusa a presidente da autarquia e também responsável da associação Geoparque de Arouca.

A decisão da Câmara dá cumprimento ao despacho do Governo assinado na terça-feira que declara “situação de alerta vermelho” até às 23:59 de domingo face às previsões meteorológicas, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal até segunda-feira em Aveiro e noutros distritos de Portugal Continental.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Em Portugal Continental não vai haver quarentena para turistas

Publicado

O primeiro-ministro assegurou hoje que em Portugal Continental não irão vigorar normas de quarentena para quem venha de fora do país, e disse estar tranquilo e “sem pressas” quanto à reabertura da fronteira terrestre com Espanha.

No final de um Conselho de Ministros de quase oito horas, que se reuniu para fazer o balanço das medidas da segunda fase de desconfinamento e tomar decisões relativamente à terceira fase, no âmbito da pandemia de covid-19, António Costa foi questionado se Portugal estava a negociar com algum país para que turistas possam entrar no país sem quarentena.

“Em Portugal Continental não vigorou, não vigora e nem pretendemos que venham a vigor normas de quarentena, têm sido única e exclusivamente adotadas pelas Regiões Autónomas, nunca o Governo da República as adotou e nunca as irá adotar”, afirmou.

Questionado se concorda com o anúncio feito pelo seu homólogo espanhol, Pedro Sánchez, de que a fronteira terrestre não reabra antes de 15 de julho, o primeiro-ministro remeteu o tema para negociações bilaterais.

“Estamos totalmente tranquilos e sem pressas na reabertura da nossa fronteira, respeitamos integralmente a sua vontade de não proceder à reabertura antecipada de fronteiras”, afirmou.

António Costa salientou que esta fronteira terrestre se mantém aberta para transporte de mercadorias, trabalhadores transfronteiriços e para os emigrantes que pretendam atravessar a Espanha para vir a Portugal, recordando que França já assegurou que os portugueses não terão de cumprir quarentena no regresso de férias.

Lusa

Continue a ler

Populares