Ligue-se a nós

Atualidade

Parlamento Europeu levanta questões sobre ações da Sonae de Elisa Ferreira

Elisa Ferreira, 63 anos, será a primeira mulher portuguesa a integrar o executivo comunitário.

Publicado

Foto: Parlamento Europeu - Gabinete em Portugal

A comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu levantou hoje questões sobre a comissária portuguesa Elisa Ferreira, por a anterior vice-governadora do Banco de Portugal deter ações no grupo Sonae.

Fontes parlamentares indicaram à agência Lusa que o nome de Elisa Ferreira não teve, para já, ‘luz verde’ dos eurodeputados desta comissão parlamentar, sendo que a futura comissária portuguesa tem de responder às dúvidas colocadas até dia 25 de setembro, próxima quarta-feira.

Já até dia 27 de setembro, os eurodeputados da comissão de Assuntos Jurídicos analisam tal resposta e tomam uma decisão, que é remetida à comissão que vai ouvir Elisa Ferreira, do Desenvolvimento Regional.

Isto implica, na prática, que Elisa Ferreira tenha de vender as ações que detém no grupo Sonae.

A comissão de Assuntos Jurídicos esteve reunida esta manhã à porta fechada à margem da sessão plenária do Parlamento Europeu, que decorreu na cidade francesa de Estrasburgo, num encontro que serviu para avaliar “conflitos de interesses potenciais ou reais dos comissários indigitados” pela presidente eleita do executivo comunitário, Ursula von der Leyen.

Os eurodeputados analisaram, assim, as declarações de interesses financeiros apresentadas pelos comissários, avaliando se estes documentos estavam ou não completos e se, do seu conteúdo, era possível inferir conflitos de interesses.

Após esta análise, os membros da comissão de Assuntos Jurídicos decidiram enviar pedidos de esclarecimentos a alguns dos comissários, entre os quais Elisa Ferreira, por considerarem, então, que as declarações de interesses apresentadas continham informações incompletas ou contraditórias, explicaram as mesmas fontes à Lusa.

Entretanto, também hoje, ficou decidido que Elisa Ferreira será ouvida no dia 02 de outubro pela comissão de Desenvolvimento Regional do Parlamento Europeu, em Bruxelas, numa audição em que participarão também as comissões parlamentares de Orçamentos e de Assuntos Económicos e Monetários.

Atualidade

Coronavírus/Covid-19: Mundo deve preparar-se para uma eventual pandemia, diz OMS

Publicado

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) avisou hoje que o mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia” do novo coronavírus, considerando “muito preocupante” o “aumento repentino” de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.

“Devemos concentrar-nos na contenção [da epidemia], enquanto fazemos todo o possível para nos prepararmos para uma possível pandemia”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, numa conferência de imprensa em Genebra.

Continue a ler

Populares