Voltar
Trabalhadores da AZPO preocupados com manutenção dos postos de trabalho
11 out 2018

 

Os trabalhadores da fábrica AZPO – Azeites de Portugal, de extração de óleo de bagaço de azeitona, em Ferreira do Alentejo, manifestaram-se “preocupados” com a manutenção dos postos de trabalho, devido à polémica que envolve a unidade.

Numa carta aberta, os trabalhadores alegam que, no decurso da “polémica levantada por um grupo de pessoas criticando a atuação da fábrica”, ainda não foram ouvidos pelas “autoridades políticas nacionais e locais” e sentem-se “abandonados” e “muito preocupados com a manutenção” dos seus “postos de trabalho”.

Os trabalhadores aludem ainda a informações recebidas dos responsáveis da unidade de que o ar que se respira na fábrica e na aldeia próxima, Fortes, no concelho de Ferreira do Alentejo, “é bom e não prejudica de forma alguma a saúde”.

A fábrica de extração de óleo de bagaço de azeitona AZPO tem sido acusada de poluir a aldeia de Fortes e está com laboração suspensa desde junho, por ordem do IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, por ter cometido "infrações graves".

Orlando Joia

17 Oct 2018
Pobreza em Portugal é preocupante - Rede Europeia

17 Oct 2018
Frederico Morais avança para a terceira ronda em Peniche

17 Oct 2018
Figueira da Foz: Comandante dos bombeiros demite-se