Voltar
Trabalhadores da AZPO preocupados com manutenção dos postos de trabalho
11 out 2018

 

Os trabalhadores da fábrica AZPO – Azeites de Portugal, de extração de óleo de bagaço de azeitona, em Ferreira do Alentejo, manifestaram-se “preocupados” com a manutenção dos postos de trabalho, devido à polémica que envolve a unidade.

Numa carta aberta, os trabalhadores alegam que, no decurso da “polémica levantada por um grupo de pessoas criticando a atuação da fábrica”, ainda não foram ouvidos pelas “autoridades políticas nacionais e locais” e sentem-se “abandonados” e “muito preocupados com a manutenção” dos seus “postos de trabalho”.

Os trabalhadores aludem ainda a informações recebidas dos responsáveis da unidade de que o ar que se respira na fábrica e na aldeia próxima, Fortes, no concelho de Ferreira do Alentejo, “é bom e não prejudica de forma alguma a saúde”.

A fábrica de extração de óleo de bagaço de azeitona AZPO tem sido acusada de poluir a aldeia de Fortes e está com laboração suspensa desde junho, por ordem do IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, por ter cometido "infrações graves".

Orlando Joia

20 Feb 2019
Queda de parede feriu dois trabalhadores em Setúbal

20 Feb 2019
Casas com fraco isolamento térmico. Portugal entre os piores da Europa

20 Feb 2019
Deco: Mais de 29 mil famílias sobre-endividadas pediram ajuda em 2018