Voltar
Porto: Cientistas procuram voluntários para comer atum
19 set 2018


Investigadores do CINTESIS, no Porto, estão à procura de voluntários para participar num estudo clínico destinado a avaliar o efeito do consumo de atum em conserva, enriquecido em ácidos gordos ómega 3, avança a Agência Lusa.

O estudo integra-se num projeto inovador intitulado FUNCTIONALTUNA – desenvolvimento de conservas de atum funcionais, cujo objetivo é criar uma “super-conserva” que, comprovadamente, proteja a saúde cardiovascular dos consumidores.

O que esta equipa pretende é testar, cientificamente, se o consumo de um alimento enriquecido com ómega 3 tem uma influência direta e mensurável nos indicadores da saúde cardiovascular das pessoas”, explicou à Lusa André Rosário, investigador do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde e membro da equipa responsável pelo ensaio clínico.

Os investigadores estão à procura de 30 voluntários saudáveis, entre os 18 e os 59 anos, que estejam interessados em participar no ensaio. Aos voluntários será pedido que visitem duas vezes a sede CINTESIS, no Porto, com duas semanas de intervalo. Aí, farão avaliações clínicas em jejum e, depois, serão convidados a tomar um pequeno-almoço reforçado, com pão, iogurte, queijo e atum. Numa das visitas, o atum será enriquecido com ácidos gordos ómega 3. Na outra, será atum normal.

Os interessados em participar no estudo clínico podem inscrever-se via e-mail (ensaiosclinicos.cintesis@gmail.com ou cintesis@cintesis.eu) ou através do telefone 22 551 3622.

Ana Marisa Vieira

17 Oct 2018
Pobreza em Portugal é preocupante - Rede Europeia

17 Oct 2018
Frederico Morais avança para a terceira ronda em Peniche

17 Oct 2018
Figueira da Foz: Comandante dos bombeiros demite-se