Voltar
Guardas prisionais em greve até janeiro
06 dez 2018

O Sindicato Independente do Corpo da Guarda Prisional (SICGP) anunciou hoje que vai realizar uma greve entre 15 de dezembro e 06 de janeiro. O protesto vai coincidir com outra paralisação convocada pelo Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional que arranca hoje e se prolonga por 13 dias.


O presidente do SICGP, Júlio Rebelo, disse à agência Lusa que ficam assegurados os serviços mínimos para as festas de natal com os filhos das reclusas.

Os guardas prisionais querem ver retomadas as negociações com o Ministério da Justiça em torno da conclusão da revisão do estatuto profissional.

A atualização da tabela remuneratória, a alteração dos horários de trabalho, o descongelamento das carreiras, mais admissões e um novo subsídio de turno estão entre as reinvindicações.

Estas greves acontecem depois de os guardas prisionais terem realizado uma paralisação de quatro dias, que terminou na terça-feira e a realização de um plenário no Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL) que impediu a realização de visitas aos reclusos.

 

Célia Reis

07 Dec 2018
Sporting é campeão europeu de judo

07 Dec 2018
Governo propõe salário base da administração pública de 635 euros

07 Dec 2018
Explosão de gás causa quatro feridos graves em Peniche