Voltar
Greve de juízes adia mais de 200 julgamentos e diligências - sindicato
06 dez 2018

 

Mais de 200 julgamentos e diligências foram adiados, esta quinta-feira, no oitavo dia de greve dos juízes, que teve uma adesão de 71% nos tribunais de primeira instância, informou a Associação Sindical dos Juízes Portugueses.

A greve abrangeu os juízos centrais e locais criminais, os juízos centrais de competência mista (cível e criminal) e o Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto, e levou ao "adiamento de 203 julgamentos e diligências, com largas centenas de intervenientes", indicou a ASJP num balanço atualizado da paralisação.

Segundo a ASJP, a adesão à greve variou entre os 77% e os 100% nos juízos locais criminais, entre os 72% e os 100% nos juízos centrais criminais e entre os 80% e os 100% nos juízos centrais de competência mista. 

O ciclo de greves dos juízes, que começou em 20 de novembro e termina em outubro de 2019, compreendendo 21 dias intercalados, tem vindo a desenvolver-se por áreas judiciais.

A paralisação surge em protesto contra a aprovação de um estatuto “incompleto”, que os juízes alegam não assegurar questões remuneratórias, o aprofundamento da independência judicial e não ultrapassarem os bloqueios na carreira.

 

Ana Marisa Vieira

 

20 Feb 2019
Queda de parede feriu dois trabalhadores em Setúbal

20 Feb 2019
Casas com fraco isolamento térmico. Portugal entre os piores da Europa

20 Feb 2019
Deco: Mais de 29 mil famílias sobre-endividadas pediram ajuda em 2018