Voltar
Autarcas defendem aeroporto de Beja como alternativa a Lisboa e complementar a Faro
14 set 2018

 

A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) defendeu esta sexta-feira a "afirmação" do aeroporto de Beja como "alternativa à sobrelotação" do aeroporto de Lisboa e complementar ao de Faro no que respeita a voos de passageiros. Segundo a CIMBAL, num comunicado enviado à agência Lusa, trata-se de um dos contributos que submeteu no âmbito da auscultação pública em curso sobre o Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030.

A modernização e a eletrificação dos troços ferroviários Casa Branca/Beja e Beja/Funcheira da Linha do Alentejo acompanhadas de requalificação das estações e dos apeadeiros e da aquisição de material circulante "de última geração" são os investimentos defendidos pela CIMBAL na área da ferrovia e que devem constar no PNI 2030.

No plano rodoviário, a comunidade intermunicipal defende a inclusão no PNI 2030 da concretização do Itinerário Principal (IP) 8 entre a saída Grândola Sul/Beja/Ferreira do Alentejo da A2 - Autoestrada do Sul e Vila Verde de Ficalho, no concelho de Serpa e já na fronteira com Espanha. As ligações Beja-Aljustrel-Odemira e Ourique-Sines em formato de Itinerário Complementar (IC), a construção de variantes de acesso à cidade de Moura e à vila de Aljustrel, "requalificação profunda" das ligações a Barrancos via Safara e via Amareleja e manutenção e requalificação das estradas nacionais que atravessam o Baixo Alentejo são os outros investimentos defendidos.

Orlando Joia

20 Feb 2019
Queda de parede feriu dois trabalhadores em Setúbal

20 Feb 2019
Casas com fraco isolamento térmico. Portugal entre os piores da Europa

20 Feb 2019
Deco: Mais de 29 mil famílias sobre-endividadas pediram ajuda em 2018