Ligue-se a nós

Sem categoria

Orçamento do Estado para 2021 tem aprovação garantida

Publicado

A deputada não inscrita Cristina Rodrigues anunciou, esta segunda-feira, que se irá abster na votação na generalidade da proposta de Orçamento do Estado para 2021, o que garante matematicamente a viabilização do documento.

Depois de o de o Bloco de Esquerda ter anunciado, no domingo, o voto contra ao Orçamento e o PAN a abstenção, o Governo e o PS precisavam de garantir pelo menos mais uma abstenção para aprovar, na generalidade, o Orçamento de 2021, pelo que o anúncio da deputada Cristina Rodrigues, feito em comunicado esta segunda-feira, dá luz verde à proposta.
Falta conhecer o sentido de voto do PEV, que anuncia na terça-feira. Mas mesmo que os deputados ecologistas votassem contra, seriam 107 deputados pelo não e 108 pelo sim, o que garante a aprovação na generalidade, na quarta-feira.
A antiga deputada do PAN, Cristina Rodrigues anunciou esta manhã que se vai abster. Era o voto que o Governo precisava para dar como certa a passagem do Orçamento.

Sem categoria

Polícia Federal Brasileira investiga divulgação de milhares de dados pessoais… inclusive de Jair Bolsonaro

Publicado

A Polícia Federal brasileira informou na quarta-feira que abriu uma investigação à divulgação e possível venda de dados pessoais de mais de 223 milhões de pessoas, entre civis, autoridades e até do próprio Presidente, Jair Bolsonaro.

Fontes policiais confirmaram à agência Efe a abertura da investigação, dias após uma empresa de segurança cibernética lançar um alerta sobre a divulgação de dados, que incluem informações sensíveis como nome, data de nascimento, carteira de identidade, endereço e rendimentos, entre outras.

A divulgação foi revelada numa reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, que também denunciou a venda dos dados por parte de piratas informáticos na internet profunda, termo como é conhecido o conteúdo ‘online’ que não é indexado pelos motores de busca convencionais.

Especialistas alertam que este pode ser o maior crime desse tipo já identificado no Brasil, que tem uma população de cerca de 212 milhões de habitantes.

O número de dados divulgados (223 milhões) é superior à população brasileira porque engloba informações sobre cidadãos já falecidos, segundo a imprensa local.

Até agora, a origem da invasão cibernética não foi identificada.

Entre as autoridades brasileiras que tiveram os seus dados expostos – e em alguns casos comercializados – figuram, além do Bolsonaro, os onze juízes do Supremo Tribunal Federal (STF) e os ex-presidentes da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia e do Senado Davi Alcolumbre, segundo a reportagem.

Os piratas informáticos, aponta o artigo, estariam a vender os dados pessoais compilados em “pacotes” por um preço cujos valores iniciais rondariam os 415 euros.

Após tomar conhecimento dos fatos, o presidente do STF, Luiz Fux, encaminhou na última na segunda-feira ao ministro da Justiça, André Mendonça, um ofício no qual pediu “providências” sobre o caso.

Nos últimos meses, várias autoridades e instituições brasileiras, incluindo o Ministério da Saúde e o Tribunal Superior Eleitoral, foram alvos de ataques cibernéticos, alguns com origem em Portugal.

Continue a ler

Populares