Ligue-se a nós

Atualidade

Oficial: Ruben Dias no Manchester City por 68 milhões

Publicado

O Benfica comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a transferência do defesa-central Rúben Dias para o Manchester City. O internacional português, de 23 anos, deixa a Luz, onde estava desde os 11 anos, a troco de 68 milhões de euros, valor que poderá chegar aos 71,6 milhões de euros mediante a concretização de objetivos do jogador no vice-campeão inglês.

Rúben Dias estreou-se com a camisola principal das águias a 16 de setembro de 2017, num jogo frente ao Boavista, no Bessa.

O Benfica informou também a CMVM da contratação de Nicolás Otamendi, internacional argentino que chega à Luz após quatro temporadas ao serviço do clube inglês. As águias pagam 15 milhões de euros pelo defesa-central, de 32 anos, que em Portugal já vestiu a camisola do FC Porto.

Atualidade

PCP desafia Governo a renacionalizar os CTT

Publicado

O secretário-geral dos comunistas desafiou hoje o Governo a responder “à chantagem” do “grupo Champalimaud”, retirar-lhe a concessão do serviço postal e renacionalizar os CTT.

A proposta foi feita por Jerónimo de Sousa depois de estar a ouvir,  dirigentes sindicais e representantes dos trabalhadores da empresa traçarem um cenário de atrasos e dificuldades nos CTT e criticarem a distribuição de dividendos de 342 milhões de euros nos últimos anos.

Depois de um ataque ao Governo PSD/CDS pela privatização, o líder comunista atacou a “política de direita” do PS de nada responder ao que considerou “chantagem” da empresa de “abandonar o serviço postal” se o Estado não pagar mais pelo serviço postal, referindo-se a uma notícia do semanário Expresso, no sábado.

A resposta é, afirmou, “avançar para a recuperação do controlo público dos CTT”, como o PCP propôs há uma semana, no parlamento, e PS e a direita “chumbaram”.

O executivo do PS poderia responder a este desafio até 06 de novembro, quando se assinalam os 500 anos da fundação do serviço publico de correios em Portugal ou aprovando uma proposta feita pela bancada comunista de renacionalização da empresa.

 

Lusa

Continue a ler

Populares