Ligue-se a nós

Atualidade

Ficaram em prisão preventiva nove dos 13 detidos por roubo a idosos

Publicado

Nove dos 13 detidos na terça-feira numa operação da GNR pela prática dos crimes de roubo e furto a idosos nos distritos de Lisboa e Setúbal ficaram em prisão preventiva, segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Em comunicado disponibilizado na quinta-feira na sua página da Internet, a PGDL informa ainda que quatro arguidos ficaram sujeitos à medida de coação de apresentações diárias, “por se verificar o perigo de continuação da atividade criminosa”.

Os suspeitos, com idade entre os 20 e os 40 anos e todos com antecedentes criminais por roubos e furtos, foram detidos na terça-feira na sequência de uma operação da GNR.

O Tenente-Coronel da GNR, Carlos Almeida, explicou que este grupo atuava, sobretudo, nos distritos de Lisboa e de Setúbal (nos concelhos de Loures, Sintra e Montijo), mas há registo de assaltos noutras zonas do país, nomeadamente em Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo, e em Castelo Branco.

“Os suspeitos selecionavam as vítimas, maioritariamente idosos vulneráveis, residentes na zona interior do país, e através de manobras de distração entravam nas suas residências das quais furtavam ouro e dinheiro, recorrendo à violência sempre que estas ofereciam resistência”, de acordo com a GNR.

Na investigação que durava há cerca de dois anos, a GNR registou mais de 30 vítimas, a quem foram roubados bens de valor superior a 100 mil euros.

Atualidade

Parlamento aprova voto de pesar pela morte de criança em Peniche

Publicado

O parlamento aprovou hoje um voto de pesar pela morte de Valentina Fonseca, de nove anos, em Peniche, um caso ocorrido em maio, em que o pai é um dos suspeitos do crime.

A comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias aprovou hoje votos de pesar pela morte da criança da autoria do BE, CDS, PSD e PAN e chumbou um voto apresentado pelo deputado do Chega, que não participou na reunião.

Todos os votos manifestam pesar pela morte da criança, tendo sido decidido que haverá um texto comum, dado que os quatro tinham o mesmo objetivo – manifestar pesar e consternação pelo falecimento de Valentina Fonseca.

O voto do deputado do Chega foi chumbado por todos os deputados presentes (do PS, PSD, PCP, BE e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira) pelas referências a em defesa da pena de prisão perpétua.

Valentina, de nove anos, foi dada como desaparecida na manhã do dia 07 de maio, depois de uma denúncia do pai no posto da GNR de Peniche, e encontrada três dias depois num pinhal.

O pai da criança é considerado o autor do crime, de acordo com o juiz de instrução do Tribunal de Leiria, que decretou a prisão preventiva ao homem e à madrasta da menina em 13 de maio.

Continue a ler

Populares