Ligue-se a nós

Atualidade

Neymar não vai ser acusado de violação

Publicado

Foto: Facebook Neymar Jr.

O jogador brasileiro Neymar não vai ser acusado de violação, anunciou na segunda-feira a Polícia Civil de São Paulo, depois de concluir o processo de inquérito às acusações contra o futebolista.

De acordo com fontes policiais, citadas pela EFE, a comissária Juliana Lopes Bussacos, responsável pela investigação, concluiu, no seu relatório, não existirem elementos de prova suficientes para acusar formalmente Neymar dos crimes de violação e agressão.

A responsável policial aponta diversas contradições de Najila de Souza, que acusava Neymar de a ter violado num hotel em Paris, além de não ter recebido, conforme tinha solicitado, os vídeos da alegada violação e o relatório da médica da modelo.

Na acusação, Najila de Souza tinha dito que tinha viajado para Paris em maio, para estar com o avançado, que a teria violado num hotel da capital francesa.

Atualidade

Costa considera essencial consenso nacional sobre PRR

Publicado

O primeiro-ministro considerou hoje que é fundamental “garantir um consenso” sobre o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) do Governo e pediu o envolvimento de todos os setores no processo de consulta pública deste documento.

Esta mensagem foi transmitida por António Costa na sua conta pessoal na rede social Twiiter, após ter estado reunido com o Conselho de Concertação Territorial no âmbito da iniciativa do Governo “PRR em Debate”.

“A recuperação é um compromisso do país, e todos temos uma participação neste desígnio. É fundamental garantir um consenso sobre o documento que entregaremos em Bruxelas, e é essencial o envolvimento de todos no processo de Consulta Pública a decorrer”, frisa o primeiro-ministro.

O Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal, para aceder às verbas comunitárias pós-crise da covid-19, prevê 36 reformas e 77 investimentos nas áreas sociais, clima e digitalização, num total de 13,9 mil milhões de euros em subvenções.

Depois de um rascunho apresentado à Comissão Europeia em outubro passado e de um processo de conversações com Bruxelas, o Governo português colocou agora a versão preliminar e resumida do plano em consulta pública.

 

Lusa

Continue a ler

Populares