Ligue-se a nós

Atualidade

Música, dança e teatro animam estações de metro de Lisboa no Natal

Publicado

O Metropolitano de Lisboa vai ter, até 20 de dezembro, concertos de música, dança e teatro nas suas estações para proporcionar aos utentes “um Natal muito especial”.

Dirigidas a diversos públicos e faixas etárias, as animações vão desenvolver-se “em diversas estações, horários e locais estratégicos da rede do Metro”, designadamente nas estações Alameda, Cais do Sodré, Jardim Zoológico, Marquês de Pombal e São Sebastião, avançou a empresa.

Este ano, além dos habituais concertos de Natal, a programação é alargada a outras áreas performativas, com momentos dedicados à dança e ao teatro, assim como iniciativas dedicadas às crianças que integram o Clube Metrox e as mascotes Metrox e Metrinha, um grupo infantil desenvolvido pelo Metropolitano de Lisboa que visa aproximar os mais pequenos ao transporte público e conscientizá-los a adotar um modo de vida mais amigo do ambiente.

Atualidade

Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) fizeram 11.235 mortos em 2018

Publicado

Os acidentes vasculares cerebrais causaram em 2018 o maior número de óbitos, com 11.235 mortes, mas os dados melhoraram em relação ao ano anterior, ao contrário das mortes por doenças respiratórias, que estão a aumentar, segundo o INE.

Os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que a redução das mortes por AVC nos últimos anos (de 13,9% em 2008 para 9,9% em 2018) foi a que maior impacto teve no decréscimo das mortes causadas por doenças do aparelho circulatório.

Em 2018 morreram 7.241 pessoas por doença isquémica do coração, menos 1% que no ano anterior, o que representa a segunda maior proporção de óbitos (6,4%) em Portugal.

Segundo o INE, registaram-se também 4.620 mortes por enfarte agudo do miocárdio, ou seja, 4,1% da mortalidade, com um aumento de 1,7% no número de óbitos em relação ao ano anterior (4.542).

Em comparação com os AVC e o enfarte agudo do miocárdio, a doença isquémica do coração apresenta as taxas brutas de mortalidade mais elevadas nos grupos etários inferiores a 65 anos.

As doenças do aparelho respiratório causaram 13.305 óbitos em 2018, um aumento de 3,8% em relação ao ano anterior, representando 11,7% da mortalidade total ocorrida no país.

Continue a ler

Populares