Ligue-se a nós

Atualidade

MP pede pena máxima para irmãs que mataram bebé recém nascida

Publicado

a

Urso Peluche Brinquedo

O Ministério Público pediu, esta quinta-feira, a aplicação da pena máxima a Rafaela e Inês Cupertino, pela morte da filha de Rafaela, no momento do parto, no Seixal.

O procurador do MP, Joaquim Moreira da Silva, admite ainda assim uma atenuação da pena para Inês, tendo em conta que foi Rafaela quem desferiu as três facadas mortais no peito da própria filha. As arguidas respondem por homicídio qualificado e profanação de cadáver.

Durante as alegações finais do julgamento, que decorre no Tribunal de Almada, a defesa das irmãs considerou que Rafaela deve ser condenada por homicídio privilegiado, ou infanticídio, aplicando o tribunal uma pena suspensa. Quanto à irmã, Inês, Manuel Guerra Henriques pediu que fosse absolvida de todos os crimes.

O crime aconteceu na noite do dia 10 de abril, na zona de Corroios, Seixal. A mãe de 25 anos deu à luz, em casa, e matou o filho à facada com a ajuda da irmã, Inês Cupertino.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Tribunal de Leiria decreta prisão preventiva a suspeito de bater em mulher grávida

Publicado

a

O juiz de instrução do Tribunal de Leiria decretou prisão preventiva ao homem suspeito do crime de violência doméstica sobre uma mulher grávida.

Numa nota de imprensa, o Comando Territorial da GNR de Leiria informa que o juiz de instrução do Tribunal de Leiria aplicou a medida de coação de prisão preventiva, tendo o homem sido encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Leiria, onde irá aguardar o desenrolar do processo.

A GNR de Leiria, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas, deteve, na semana passada, um homem de 23 anos, no concelho de Figueira da Foz, “na sequência da investigação que decorria há cerca de três meses”.

Durante a investigação, a GNR apurou que o suspeito “agredia física e psicologicamente a vítima, uma mulher de 36 anos, grávida de dois meses, e a ameaçava de morte com armas de fogo”.

No seguimento das diligências, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção e a cinco buscas, das quais três domiciliárias, uma a um estabelecimento de restauração e bebidas, e outra a um veículo, nas localidades de Caldas da Rainha, Benedita, Rio Maior e Figueira da Foz.

Destas ações, resultou a recuperação de um veículo, que havia sido furtado no ano de 2017, em Quarteira (Algarve), e na apreensão de 1.429 doses de haxixe, 1.335 euros em numerário, sete cartuchos, duas caixas de punção e um motor de veículo.

O detido tem antecedentes criminais pela posse de arma proibida e furto.

Esta ação contou com o apoio de militares do Destacamento Territorial de Caldas da Rainha e do Comando Territorial de Santarém.

Continue a ler

Populares