Ligue-se a nós

Atualidade

Morreu histórico do PCP Ruben de Carvalho

Publicado

O dirigente comunista e organizador da Festa do Avante! Ruben de Carvalho morreu aos 74 anos, na madrugada desta terça-feira, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, segundo o jornal SOL.

Ruben de Carvalho era o único membro no atual Comité Central do PCP que tinha estado preso nas cadeias da PIDE durante o Estado Novo.

Segundo o jornal Público, era uma referência na direcção e entre os militantes comunistas, tendo assumido ao longo de décadas uma atitude crítica, mas sem nunca romper ou entrar em conflito com a linha oficial do PCP.

Jornalista desde os anos sessenta do século XX, Ruben de Carvalho especializou-se também em história do fado, tendo publicado um livro sobre o tema.

Durante anos, Ruben de Carvalho foi o responsável pela organização dos espetáculos da Festa do “Avante!”. Foi eleito deputado à Assembleia da República em 1995 e vereador da Câmara de Lisboa em 2007.

Nos últimos anos, mantinha na RDP1 o programa “Radicais Livres”, onde debatia temas de atualidade e gerais com Jaime Nogueira Pinto.

Atualidade

Presidente brasileiro tem Covid-19

Publicado

O Presidente do Brasil, disse hoje que está infetado com o novo coronavírus, um dia depois de relatar sintomas e realizar um teste num hospital Militar, em Brasília.

Numa comunicação via Facebook, Bolsonaro confirmou o resultado positivo do teste e adiantou que fez uma radiografia e que o pulmão “estava limpo”.

O Presidente já havia informado a apoiantes que estava com febre e dores no corpo e, por isso, decidiu fazer o exame.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados e de mortos (mais de 1,62 milhões de casos e 65.487 óbitos), depois dos Estados Unidos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 538 mil mortos e infetou mais de 11,64 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

 

Lusa

Continue a ler

Populares