Ligue-se a nós

Desporto

Meia Maratona de Lisboa adiada para 12 de setembro de 2021

Publicado

A 30.ª edição da Meia Maratona de Lisboa vai ser disputada em 12 de setembro de 2021, depois de ter sofrido novo adiamento, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

A prova lisboeta, que parte da Ponte 25 de Abril, em Almada e estava inicialmente marcada para 22 de março deste ano, sofreu o terceiro adiamento, depois de ter estado agendada para 06 de setembro de 2020 e 09 de maio de 2021.

“A Meia Maratona de Lisboa é um ícone da cidade de Lisboa, que envolve dezenas de milhares de participantes, incluindo milhares de corredores estrangeiros, e, como tal, tem que ter todas as condições de segurança e saúde pública asseguradas para um evento desta dimensão. Optar por uma prova ‘condicionada’ seria contra a natureza e o espírito da Meia Maratona de Lisboa, pelo que não tivemos outra alternativa”, explicou o presidente do Maratona Clube de Portugal.

Carlos Moia admitiu que esta “é uma decisão muito difícil”, concluindo que é a “mais acertada”.

A Maratona de Lisboa, cuja meia maratona simultânea começa na Ponte Vasco da Gama, permanece marcada para 17 de outubro de 2021, depois de a edição de 2020 ter sido adiada.

As inscrições já efetuadas para as referidas provas permanecem válidas para estas edições, havendo ainda a possibilidade de optar pelas edições de 2022 ou de transferir o dorsal para outro participante.

A tradicional corrida pelas ruas de Lisboa do Grande Prémio do Natal, que conta com 62 edições disputadas, vai ser convertida numa prova virtual, entre 11 e 13 de dezembro.

O Maratona está a promover uma série de cinco corridas virtuais, desde 30 de outubro e até 29 de novembro, com cinco ou 10 quilómetros, à semelhança do que já tinha feito, entre 22 de maio e 05 de julho, quando organizou sete provas destas.

COMENTÁRIOS

Desporto

Euro2020: Portugal decide passagem aos ‘oitavos’ com a França esta noite

Publicado

A seleção portuguesa de futebol decide hoje o futuro no Euro2020, sendo certo que se pontuar diante da França, em Budapeste, na terceira jornada do Grupo F, garante a passagem aos oitavos de final da competição.

De regresso à Puskas Arena, onde se estrearam na prova com um triunfo sobre a Hungria (3-0), os campeões europeus defrontam os campeões do mundo a partir das 20:00 (hora de Lisboa), à mesma hora a que a Alemanha defronta os húngaros, em Munique.

À entrada para a terceira e derradeira partida do Grupo F, Portugal ocupa o terceiro lugar, com três pontos, os mesmos dos alemães, que subiram ao segundo posto após o triunfo sobre a equipa das equipas (4-2), e menos um do que os franceses, que lideram e já ‘carimbaram’ a passagem, enquanto os húngaros seguem em último, com um.

A qualificação de Portugal para os ‘oitavos’ fica garantida em caso de empate ou vitória sobre os gauleses e mesmo uma derrota por dois golos de diferença também colocará a formação lusa na próxima fase, como um dos quatro melhores terceiros classificados, desde que a Hungria não vença a Alemanha.

Para o duelo com a França, a seleção nacional apenas não poderá contar com o lateral Nuno Mendes, a contas com problemas musculares, o que faz com que o selecionador Fernando Santos tenha à disposição 25 jogadores para a ‘decisão’ em Budapeste.

Portugal e França jogam a partir das 20:00, na Puskas Arena, na capital magiar, em encontro da terceira jornada do Grupo F do Euro2020, que será dirigido pelo espanhol Antonio Mateu Lahoz.

No Grupo E, a Espanha, campeã em 2008 e 2012, é terceira, com dois pontos, e está obrigada a vencer a Eslováquia, terceira com três, para não depender de terceiros para se apurar. Um empate apura a Eslováquia e pode apurar a Espanha, se a Polónia não vencer a Suécia.

Já apurada, a Suécia, que lidera com quatro pontos, tenta assegurar a vitória no grupo, enquanto a Polónia, treinada por Paulo Sousa e que é última com um ponto, apenas se apura com um triunfo.

O Euro2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de covid-19, decorre até 11 de julho, em 11 cidades de 11 países diferentes.

Continue a ler

Populares