Ligue-se a nós

Atualidade

Médicos cumprem dois dias de greve no início de julho

Publicado

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) anunciou uma greve para o dia 02 de julho, enquanto a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) promove uma greve e uma manifestação no dia 03 de julho.

As duas estruturas sindicais têm entretanto prevista uma reunião negocial com o Governo na sexta-feira.

Em comunicado, a FNAM critica a “deterioração da qualidade dos cuidados de saúde prestados aos doentes, quer nas instituições públicas quer nas privadas e a existência de médicos ‘indiferenciados’ e a escravização do trabalho médico pelo sistema privado, onde os médicos trabalham, pelo menos, 60 horas semanais e são pagos à peça”.

O sindicato considera que em causa estão questões como o limite de 12 horas de trabalho em serviço de urgência, dentro do horário normal de trabalho, com a consequente anulação das atuais 18 horas semanais; o reajustamento das listas de utentes dos médicos de família, privilegiando o critério das unidades ponderadas, e procedendo à diminuição progressiva de 1.900 para 1.550.

Os médicos reivindicam ainda a revisão da carreira médica e dos salários, a criação de um estatuto profissional de desgaste rápido, a abertura imediata de concursos de progressão na carreira e a reformulação dos incentivos à fixação de médicos em zonas de especialidades carenciadas.

Atualidade

Parlamento aprova voto de pesar pela morte de criança em Peniche

Publicado

O parlamento aprovou hoje um voto de pesar pela morte de Valentina Fonseca, de nove anos, em Peniche, um caso ocorrido em maio, em que o pai é um dos suspeitos do crime.

A comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias aprovou hoje votos de pesar pela morte da criança da autoria do BE, CDS, PSD e PAN e chumbou um voto apresentado pelo deputado do Chega, que não participou na reunião.

Todos os votos manifestam pesar pela morte da criança, tendo sido decidido que haverá um texto comum, dado que os quatro tinham o mesmo objetivo – manifestar pesar e consternação pelo falecimento de Valentina Fonseca.

O voto do deputado do Chega foi chumbado por todos os deputados presentes (do PS, PSD, PCP, BE e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira) pelas referências a em defesa da pena de prisão perpétua.

Valentina, de nove anos, foi dada como desaparecida na manhã do dia 07 de maio, depois de uma denúncia do pai no posto da GNR de Peniche, e encontrada três dias depois num pinhal.

O pai da criança é considerado o autor do crime, de acordo com o juiz de instrução do Tribunal de Leiria, que decretou a prisão preventiva ao homem e à madrasta da menina em 13 de maio.

Continue a ler

Populares