Ligue-se a nós

Atualidade

Meco: Estado português vai pagar 13.000 euros a família de estudante

Publicado

O Estado português foi condenado a pagar 13.000 euros de indemnização à família de um dos estudantes da Universidade Lusófona que morreram no Meco há seis anos, decidiu o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH), que apontou falhas à investigação.

Segundo a decisão publicada no ‘site’ do TEDH, além dos 13.000 euros de indemnização, o Estado português terá que assegurar os mais de 7.000 euros de custas.

O tribunal considerou que a investigação não satisfez os requisitos referentes à proteção do direito à vida, sobretudo porque uma série de medidas urgentes podiam ter sido tomadas logo após a tragédia do Meco (dezembro de 2013), na qual morreram seis estudantes que participavam numa cerimónia de praxe na praia.

Contudo, considerou que não havia vazio legal no que se refere às praxes uma vez que a legislação nacional continha já uma série de “disposições penais, civis e disciplinares destinadas a prevenir, suprimir e punir ofensas pôr em risco a vida das pessoas ou a sua integridade física ou psicológica”.

Atualidade

800 pessoas já disseram sim à campanha “Cuida de Todos Nós”

Publicado

Idoso

O Governo quer colmatar a falta de recursos humanos nos lares de idosos e, por isso, anunciou o lançamento da campanha ‘Cuida De Todos Nós’, que visa angariar voluntários para ajudar no trabalho com os mais velhos tanto nos lares como ao domicílio.

Em declarações à SIC Notícias, a ministra do Trabalho e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, disse que “só este fim de semana tivemos mais de 800 pessoas a disponibilizarem-se” no âmbito do programa.

Esta iniciativa, que circula nas redes sociais com através de #cuidadetodos, pretende angariar voluntários que queiram prestar serviço em lares e instituições de apoio a idosos, detalhou a ministra do Trabalho e da Segurança Social.

“Sabemos pouco sobre a Covid-19, mas sabemos que os nossos idosos, aqueles que sempre cuidaram de nós, são uma população duplamente fragilizada: pela doença e pelo isolamento”, pode ler-se na campanha, disponível neste link.

Quem se pode candidatar? De acordo com Ana Mendes Godinho, “pode candidatar-se qualquer pessoa maior de idade”, devendo para esse efeito preencher um formulário disponível no site da campanha.

Continue a ler

Populares