Ligue-se a nós

Atualidade

Mãe é suspeita de matar os dois filhos bebés em Espanha

Duas crianças, com três anos e meio e cinco meses, irmãs, foram encontradas mortas esta quinta-feira em Valência.

Publicado

a

Espanha bandeira

A Guardia Civil espanhola encontrou sem vida os dois irmãos que tinham sido dados como desaparecidos em Godella, na província de Valência, segundo o El País.

O menino de três anos e meio e a bebé com apenas cinco meses de vida, irmãos, estavam a ser procurados pelas autoridades espanholas enquanto decorria o interrogatório à mãe, María Gombau.

Os agentes envolvidos nas buscas chegaram a ser 110, mas os corpos só foram descobertos depois das indicações da mãe das crianças. Após um interrogatório cheios de contradições, a polícia espanhola levou-a ao local para identificar a zona onde estavam escondidos os corpos.

O pai dos meninos terá dito que a mulher tentou afogar as crianças na noite de quarta-feira, após uma discussão acesa entre o casal. No entanto, as versões dos dois são contraditórias, pelo que as circunstâncias das mortes ainda estão por apurar.

A última vez que as crianças tinham sido vistas tinha sido na tarde de quarta-feira. As autoridades deram conta do desaparecimento na manhã desta quinta-feira quando vizinhos da família alertaram a polícia para a mãe das crianças a correr nua pela rua, alegadamente a fugir do marido.

A imprensa espanhola avança que ambos os progenitores sofrem de problemas do foro psiquiátrico. Ambos na casa dos 30 anos, ele de nacionalidade belga e ele de nacionalidade mexicana, o casal de emigrantes vivia com os filhos numa casa em condições precárias, na província de Valência, Espanha.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Tribunal de Leiria decreta prisão preventiva a suspeito de bater em mulher grávida

Publicado

a

O juiz de instrução do Tribunal de Leiria decretou prisão preventiva ao homem suspeito do crime de violência doméstica sobre uma mulher grávida.

Numa nota de imprensa, o Comando Territorial da GNR de Leiria informa que o juiz de instrução do Tribunal de Leiria aplicou a medida de coação de prisão preventiva, tendo o homem sido encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Leiria, onde irá aguardar o desenrolar do processo.

A GNR de Leiria, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas, deteve, na semana passada, um homem de 23 anos, no concelho de Figueira da Foz, “na sequência da investigação que decorria há cerca de três meses”.

Durante a investigação, a GNR apurou que o suspeito “agredia física e psicologicamente a vítima, uma mulher de 36 anos, grávida de dois meses, e a ameaçava de morte com armas de fogo”.

No seguimento das diligências, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção e a cinco buscas, das quais três domiciliárias, uma a um estabelecimento de restauração e bebidas, e outra a um veículo, nas localidades de Caldas da Rainha, Benedita, Rio Maior e Figueira da Foz.

Destas ações, resultou a recuperação de um veículo, que havia sido furtado no ano de 2017, em Quarteira (Algarve), e na apreensão de 1.429 doses de haxixe, 1.335 euros em numerário, sete cartuchos, duas caixas de punção e um motor de veículo.

O detido tem antecedentes criminais pela posse de arma proibida e furto.

Esta ação contou com o apoio de militares do Destacamento Territorial de Caldas da Rainha e do Comando Territorial de Santarém.

Continue a ler

Populares