Ligue-se a nós

Atualidade

Mãe é suspeita de matar os dois filhos bebés em Espanha

Duas crianças, com três anos e meio e cinco meses, irmãs, foram encontradas mortas esta quinta-feira em Valência.

Publicado

Espanha bandeira

A Guardia Civil espanhola encontrou sem vida os dois irmãos que tinham sido dados como desaparecidos em Godella, na província de Valência, segundo o El País.

O menino de três anos e meio e a bebé com apenas cinco meses de vida, irmãos, estavam a ser procurados pelas autoridades espanholas enquanto decorria o interrogatório à mãe, María Gombau.

Os agentes envolvidos nas buscas chegaram a ser 110, mas os corpos só foram descobertos depois das indicações da mãe das crianças. Após um interrogatório cheios de contradições, a polícia espanhola levou-a ao local para identificar a zona onde estavam escondidos os corpos.

O pai dos meninos terá dito que a mulher tentou afogar as crianças na noite de quarta-feira, após uma discussão acesa entre o casal. No entanto, as versões dos dois são contraditórias, pelo que as circunstâncias das mortes ainda estão por apurar.

A última vez que as crianças tinham sido vistas tinha sido na tarde de quarta-feira. As autoridades deram conta do desaparecimento na manhã desta quinta-feira quando vizinhos da família alertaram a polícia para a mãe das crianças a correr nua pela rua, alegadamente a fugir do marido.

A imprensa espanhola avança que ambos os progenitores sofrem de problemas do foro psiquiátrico. Ambos na casa dos 30 anos, ele de nacionalidade belga e ele de nacionalidade mexicana, o casal de emigrantes vivia com os filhos numa casa em condições precárias, na província de Valência, Espanha.

Atualidade

Coronavírus/Covid-19: Mundo deve preparar-se para uma eventual pandemia, diz OMS

Publicado

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) avisou hoje que o mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia” do novo coronavírus, considerando “muito preocupante” o “aumento repentino” de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.

“Devemos concentrar-nos na contenção [da epidemia], enquanto fazemos todo o possível para nos prepararmos para uma possível pandemia”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, numa conferência de imprensa em Genebra.

Continue a ler

Populares