Ligue-se a nós

Atualidade

“Mãe” de Mariza… e Miguel Correia

Publicado

Mariza lança no dia 26 de Abril, próxima segunda feira, uma nova canção com o título “Mãe”.

A emoção será uma garantia, já que a letra foi escrita pelo filho Martim, de nove anos de idade. Uma poesia que este lhe dedicou.

A ideia inicial era apenas essa, um poema com tudo o que de emocionante e uma alma criativa pode dedicar a uma mãe.  Mariza ficou tão emocionada com as palavras escritas pelo filho que partilhou a poesia nas suas redes sociais.

Mas o projeto ganhou asas à custa de Miguel Correia. Artista e locutor da Record FM, quando viu a publicação emocionou-se e meteu mãos à obra, criando uma música para a poesia. “Tudo começou a 9 de fevereiro. Logo após a leitura do belíssimo poema do Martim publicado nas redes sociais, algo me disse que o mesmo daria uma música.
Sentei-me ao piano, compus o tema. Gravei uma pequena maquete comigo a cantar. De seguida, havia que tentar chegar à Mariza. Nas redes sociais ia ser difícil, então procurei através de uma pessoa amiga ligada a agenciamento de artistas e espetáculos que me deu email do Manager e enviei o tema, pedindo que a Mariza fizesse o favor de o ouvir. Fiquei surpreendido com a resposta do Manager, no mesmo dia, a agradecer, e no dia seguinte a dizer que a Mariza havia gostado e que quem sabe voltaríamos a falar. Mais surpreendido ainda fiquei, uns dias depois, com um novo contacto, desta feita porque a própria queria falar comigo. Estava nervoso e calmo ao mesmo tempo, uma mensagem chegou a perguntar quando me podia ligar, à qual eu respondi apenas: “Já”. Era noite. Mas do lado de lá estava uma pessoa simples e acessível, uma Senhora. Falámos por quase uma hora de tudo um pouco, do tema, de filhos, da vida em pandemia, das saudades dos palcos, ainda ouvi o trautear do que iria ser o tema bem cantado e propus-me a acabá-lo. Fi-lo nessa noite, com a restante letra que me foi enviada. De seguida recebi o tema já com o arranjo lindíssimo do músico [ Phelipe Ferreira a.k.a. Maninho ] e com a voz inconfundível da Mariza e chorei, claro. É uma honra imensa fazer parte desta história que começou com palavras tão especiais para uma mãe.”

 

“A maior declaração que algum homem me podia fazer… foi feita pelo meu filho” – Mariza

À Record FM e perante a pergunta sobre como se reage perante uma música que nos surge de repente, Mariza não escondeu a ansiedade e a emoção: “A história é incrível. Eu tinha publicado no meu Instagram, nas minhas plataformas digitais, um poema, palavras escritas pelo meu filho que tem nove anos, que é o Martim. O Miguel, muito generosamente, decidiu musicá-las, mandou nesse mesmo dia o tema, lindíssimo. E eu perguntei ao Martim, obviamente, se gostava e se o podia cantar. O Martin disse logo que sim. O incrível disto tudo é que dois desconhecidos, ou neste momento três desconhecidos – quem escreveu, quem canta e quem compõe – fazem um tema que simboliza muito o Dia da Mãe. Para mim o Dia da Mãe pode ser todos os dias. Graças a Deus ainda tenho comigo a minha mãe. Tento mimá-la o máximo que posso, tendo mais atenção para com a família neste tempo de pandemia. Neste caso em especial, a maior declaração que algum homem me podia fazer… foi feita pelo meu filho. É a celebração do amor entre mãe e filho. Aqui, acho que toda a gente que ouvir este tema, feito pelo Miguel, vai perceber que é a celebração de quem entende o que é a paternidade, maternidade, colinho, essa coisa fofinha de ainda termos mãe, pai e as lembranças que tudo isto nos traz, mesmo quando já somos adultos”.

Na próxima segunda feira, o mundo vai conhecer a “Mãe”, com letra de Martim, música de Miguel Correia e voz de Mariza.

Atualidade

Teletrabalho obrigatório até final de maio

Publicado

A ministra da Presidência salientou que nesta fase, enquanto aguarda um novo cenário de níveis de risco e de desconfinamento que está a ser definido pelos peritos, foi decidido que “até ao fim de maio em todo o país o teletrabalho permanece obrigatório”.

A possibilidade de prolongar até ao final deste mês o regime que define que o teletrabalho se mantém obrigatório em todos os concelhos do território continental já tinha sido transmitida esta quarta-feira pelo Governo aos parceiros sociais durante a reunião da Concertação Social.

 

Continue a ler

Populares