Ligue-se a nós

Atualidade

Livre aprova retirada de confiança a Joacine Katar Moreira por maioria

Publicado

Joacine Katar-Moreira

O Livre aprovou, esta sexta-feira, a retirada da confiança a Joacine Katar Moreira por maioria, avança o jornal Público.

É a primeira vez que um partido político que elegeu em legislativas fica sem representação parlamentar. A Assembleia do partido terminou já de madrugada, após nove horas de reunião. O Livre marcou uma conferência de imprensa para as 11 horas.

Joacine vai assim passar a ser ‘deputada não inscrita’ no Parlamento. Já o Livre perde a representação na Assembleia da República.

Em declarações no IX Congresso do partido, que se realizou a 18 e 19 de janeiro, Joacine Katar Moreira afirmou que “está completamente fora de questão” renunciar ao mandato.

Se Katar Moreira renunciasse, assumiria o seu lugar no parlamento Carlos Teixeira, membro do Grupo de Contacto e candidato número dois pelo círculo de Lisboa nas últimas eleições legislativas.

Os desentendimentos entre deputada e partido começaram no final do mês de novembro de 2019, na sequência da abstenção de Joacine Katar Moreira num voto no parlamento sobre a Palestina.

Segundo o novo regimento da Assembleia da República, que visa alargar os direitos dos deputados únicos, quando Joacine Katar Moreira passar de deputada única para deputada não-inscrita, terá direito a apenas duas declarações políticas por sessão legislativa, ao invés das cinco a que recentemente passou a ter direito.

Ainda de acordo com o novo documento, “os deputados não inscritos indicam as opções sobre as comissões parlamentares que desejam integrar e o Presidente da Assembleia, ouvida a Conferência de Líderes, designa aquela ou aquelas a que o deputado deve pertencer, acolhendo, na medida do possível, as opções apresentadas”.

Enquanto deputada não-inscrita, Joacine terá ainda direito a ser informada sobre as ordens de trabalho, no próprio dia, da realização da Conferência de Líderes.

Atualidade

Jovem de Melgaço cai ao rio minho

Publicado

Foto:Wikipédia

As buscas para encontrar um jovem que caiu ao rio Minho, na terça-feira, em Melgaço, são retomadas nesta quinta-feira, às 08:00, com apoio de dois meios aéreos espanhóis, informou o capitão do porto de Caminha.
O capitão do porto e comandante da Polícia Marítima (PM) de Caminha, Pedro Costa, explicou à Lusa que aqueles meios aéreos serão garantidos pela Guardia Civil e pela Agência de Emergência Galega 112 (Axega).

Na terça-feira, o jovem de 26 anos “escorregou e caiu” quando “passeava” junto ao rio internacional, na freguesia de Remoães, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo.

As buscas a realizar na quinta-feira, no troço internacional do rio Minho, vão contar com a participação de Pedro Costa, com três embarcações, duas espanholas e uma da PM de Caminha. Em terra, nas duas margens, as operações envolverão meios dos bombeiros voluntários de Melgaço e da Guardia Civil espanhola.

Segundo Pedro Costa, estas operações vão mobilizar mais de 20 operacionais dos dois países.

Continue a ler

Populares