Ligue-se a nós

Desporto

LE: Portugal sem equipas nos ‘oitavos’ da Liga Europa pela primeira vez desde há 40 anos

Publicado

O futebol português ficou fora dos ‘oitavos’ das taças europeias de futebol, cenário que acontece pela primeira vez desde a emporada de 1978/79, há mais de quatro décadas.

Benfica, FC Porto e Sporting juntaram-se a Sporting de Braga e deixaram Portugal sem qualquer equipa nos oitavos de final da Liga Europa, depois do Vitória de Guimarães ter ‘tombado’ na fase de grupos e de já não haver representantes lusos na ‘Champions’.

Na principal competição, em que os ‘oitavos’ seguem a meio, cumprida a primeira mão, os ‘dragões’ foram eliminados na terceira pré-eliminatória e os ‘encarnados’ na fase de grupos.

Desta forma, Portugal, que era o país mais representado nos 16 avos de final da Liga Europa, não tem qualquer representante no ‘top 16’ das competições europeias, interrompendo um ciclo de 40 anos, iniciado em 1979/80.

A época de 1978/79 tinha sido a última sem formações nacionais nos ‘oitavos’, numa temporada em que competiram as mesmas quatro equipas que estiveram nos 16 avos de final da segunda competição da UEFA em 2019/20.

Então, o FC Porto foi eliminado pelo AEK Atenas na primeira ronda da Taça dos Campeões Europeus (1-6 fora e 4-1 em casa) e o Sporting caiu na mesma fase da Taça dos vencedores de Taças perante o Banik Ostrava (dois desaires por 1-0).

Na Taça UEFA, Benfica e Sporting de Braga passaram a primeira ronda, mas caíram na segunda, correspondente aos 16 avos de final, os ‘encarnados’ face ao Borussia Mönchengladbach (0-0 em casa e 0-2 fora, após prolongamento) e os ‘arsenalistas’ frente ao West Bromwich (0-2 em casa e 0-1 em Londres).

Depois dessa temporada, e até 2018/19, Portugal conseguiu colocar sempre pelo menos uma equipa no ‘top 16’, entre Taça e Liga dos Campeões, Liga Europa, Taça UEFA e Taça das Taças, com um recorde de quatro em 1987/88 e 1993/94.

Na última vez, o FC Porto chegou às meias-finais da Liga dos Campeões e o Benfica à mesma fase da Taça das Taças, o Boavista atingiu os quartos de final da Taça UEFA e, na mesma competição, o Sporting caiu na terceira eliminatória.

 

Desporto

Benfica, FC Porto e Sporting com perdas de 27 ME mês – especialist​​​​​​a

Publicado

Benfica, FC Porto e Sporting podem perder mais de 27 milhões de euros por cada mês de paragem do futebol devido à pandemia de covid-19, estimou à agência Lusa o especialista de gestão desportiva Alfredo Silva.

Segundo o professor da Escola Superior de Desporto de Rio Maior Alfredo Silva, coordenador da licenciatura de Gestão das Organizações Desportivas, as perdas para os denominados ‘três grandes’ podem chegar a esses valores somando as três “áreas de negócio” mais relevantes em termos de receitas.

Se na bilheteira pode existir “uma perda real mensal de 4,3 milhões de euros”, números ponderados com os mais de 3,5 milhões de espetadores que assistiram a jogos da I Liga em 2018/19, a maior fatia dos quais em torno destes três rivais, os valores sobem muito mais quando se fala de transmissões televisivas.

Com o campeonato parado, não só os adeptos não podem marcar presença nos estádios, como não conseguem assistir às partidas em casa, através da televisão.

Nesse cenário, e assumindo uma paragem de um mês, as perdas com a distribuição televisiva das partidas, bem como outros conteúdos relacionados, originariam “uma perda de 17 milhões de euros” para os três clubes.

O outro eixo de perdas possíveis prende-se com os patrocínios e outros contratos de publicidade, que podem “ser mitigadas” para os clubes, mas acabam por afetar mais “as empresas e marcas patrocinadoras”.

“Os contratos poderão ser renegociados, facto que pode originar [para os clubes] perdas mensais de seis milhões de euros”, acrescenta o docente universitário.

Continue a ler

Populares