Ligue-se a nós

Atualidade

Julen, o menino que caiu num poço em Málaga, morreu pouco depois da queda

A autópsia ao corpo da criança garantiu que o menino morreu pouco depois da queda.

Publicado

Hospital Saúde Médico

Julen, o menino de dois anos que caiu num poço em Totalán, Málaga, morreu “poucos minutos depois da queda”, escreve o jornal espanhol El País, que cita a autópsia ao corpo da criança.

O exame revelou que o menino morreu às 13h50, do dia 13 de janeiro de 2019, sendo que “a causa fundamental da morte foi a queda”, que levou a um traumatismo cranioencefálico e raquimedular, uma lesão na coluna vertebral.

A autópsia garante ainda que Julen não morreu devido às operações de resgate, mais precisamente devido à picareta que começou a trabalhar quatro horas após a queda da criança.

O resgate durou 13 dias. Na altura, houve necessidade de recorrer a explosões controladas para tirar rochas do caminho, atrasos provocados por erros de cálculo na altura de entubar os túneis e contrariedades pelas condições climatéricas.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Já se pode tomar banhos nas praias do Algarve

Publicado

Praia

Já foi levantada a interdição a banhos nas praias entre a Ilha do Farol (Faro) e Vilamoura (Loulé) afetadas pela “maré vermelha”, de acordo com o JN.

Segundo o jornal, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) já deu ordem à Polícia Marítima Nacional para que proceda “ao levantamento do desaconselhamento de banho nas praias compreendidas entre a Ilha Deserta e a praia das Açoteias”.

Para já, mantém-se a interdição preventiva da apanha de bivalves nas zonas afetadas. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera ainda não levantou a proibição decretada esta terça-feira por temer que houvesse contaminação.

Continue a ler

Populares