Ligue-se a nós

Atualidade

IURD congratula-se com arquivamento de inquérito sobre adoções ilegais

Publicado

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) congratulou-se esta quinta-feira com o arquivamento do inquérito aberto pelo Ministério Público para investigar uma alegada rede ilegal de adoção de crianças montada pela Igreja na década de 1990.

“Foi com natural satisfação que a IURD tomou conhecimento do teor do despacho do Ministério Público. Como facilmente se depreenderá, a satisfação sentida não se prende com o mero critério formal e jurídico da prescrição, mas sim pelo facto de as alegações dos progenitores terem sido desmentidas pela investigação levada a cabo pelo Ministério Público”, refere uma nota enviada à agência Lusa.

O inquérito foi aberto no final de 2017 na sequência de uma reportagem da estação televisiva TVI que denunciava a alegada existência de uma rede ilegal de adoção de crianças no Lar Universal da IURD, tendo agora o Ministério Público dado como prescritos os crimes em investigação.

A reportagem “O segredo dos Deuses”, acrescenta a nota, “causou um impacto profundo na sociedade” e diversas personalidades da área da cultura, música, cinema, bem como da área judicial, religiosa, entre outras, sem terem tido acesso ao que na realidade se passou comentaram publicamente o caso, censurando a IURD.

Apesar da prescrição dos alegados crimes, segundo noticiou o semanário Expresso, o procurador revelou que as alegações dos pais biológicos foram desmentidas pela investigação, nomeadamente pelas perícias da Polícia Judiciária às assinaturas de duas mães de crianças adotadas.

As mulheres garantiram à TVI nunca ter assinado qualquer documento relacionado com a adoção dos filhos, o que afinal fizeram.

Atualidade

Autoridades empenharam mais de 150 elementos no transporte de combustível

Publicado

Camião

A GNR e a PSP asseguraram, no total, o transporte de combustível em 139 veículos pesados, empenhando 158 elementos nesta operação, na sequência da greve dos motoristas.

Dados divulgados à agência Lusa pelo Ministério da Administração Interna, que acrescenta que estes transportes de combustível foram realizados entre segunda-feira, dia 12 de agosto, e domingo, dia em que a greve foi desconvocada pelo segundo e último sindicato que a tinham convocado.

Devido à greve dos motoristas, o Conselho de Ministros declarou em 09 de agosto a situação de crise energética, tendo esta manhã, um dia depois da desconvocação da greve, decretado o seu fim a partir das 23:59 de hoje.

Para terça-feira está marcada uma reunião no Ministério das Infraestruturas e Habitação, em Lisboa, para a retoma de negociações entre a associação patronal Antram e o SNMMP.

Continue a ler

Populares