Ligue-se a nós

Atualidade

Final da Volta a Portugal em bicicleta condiciona trânsito e estacionamento no Porto

Publicado

Porto Rio Douro

A final da Volta a Portugal em bicicleta, com a consagração dos vencedores na Avenida dos Aliados, no Porto, vai causar entre sábado e domingo condicionamentos no trânsito e estacionamento.

Segundo o gabinete de comunicação da autarquia, os condicionamentos vão ser feitos de forma faseada, começando a partir das 22:00 de sábado e terminando à mesma hora de domingo.

Dado esses serem essencialmente feitos na zona central da cidade, a autarquia aconselha as pessoas a optarem pelos transportes públicos para melhor chegaram à baixa do Porto e apreciarem com “maior comodidade e segurança” a prova.

“Todos os condicionamentos de trânsito estão sujeitos a acompanhamento policial, podendo ser antecipados ou adiados, alargados ou reduzidos, consoante indicação das autoridades policiais”, lê-se numa informação anexa ao comunicado.

Para informação pormenorizada, a câmara tem à disposição uma linha telefónica de apoio (936 780 184) e um e-mail (voltaaportugal@cm-porto.pt).

As cidades de Vila Nova de Gaia e do Porto acolhem no domingo a etapa final da 81.ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta, num contrarrelógio individual de 19,5 quilómetros que terminará na Avenida dos Aliados, palco da consagração dos vencedores.

Atualidade

Porto e Gaia querem tabuleiro inferior da Ponte Luís I sem trânsito automóvel

Publicado

Foto: Wikipédia

As câmaras do Porto e de Gaia abandonaram a ideia de colocar passadiços no exterior do tabuleiro inferior da Ponte Luís I, que liga os dois municípios, e defenderam a exclusão do trânsito automóvel.

Numa sessão dedicada às pontes entre Porto e Gaia, no âmbito do Ciclo “Inovação Fora de Portas – Engenharia Civil à Mostra”, no Porto Innovation Hub, o vereador do Urbanismo da Câmara do Porto, Pedro Baganha, revelou que o projeto está “parado e abandonado”, acrescentando que “não chegou a ir a Conselho de Cultura”, dado que chumbaria se tal sucedesse.

Quando foi anunciado, em 2015, o projeto previa a construção de dois passeios de dois metros do lado de fora do tabuleiro inferior da Ponte Luís I.

A construção dos passadiços suspensos custaria cerca de 600 mil euros e necessitaria da autorização da Direção Regional da Cultura do Norte. Contudo, as autoridades competentes do património levantaram dúvidas quanto a esta pretensão.

Continue a ler

Populares