Ligue-se a nós

Desporto

Falhou de propósito a grande penalidade e mereceu aplausos

Publicado

Foto: facebook.com/Associação Futebol Évora

É um caso raro, se não inédito! Um gesto de “fair play” que está a dar que falar.

Inês Marques, atleta de futsal do International Sport Clube Évora, no jogo frente ao Grupo Desportivo e Cultural de Rio de Moinhos, falhou de propósito uma grande penalidade.

Corriam apenas 30 segundos de jogo, com o resultado a zero, quando num lance o árbitro decidiu que havia lugar à marcação de uma grande penalidade a favor do International de Évora, perante os protestos das jogadoras do Rio de Moinhos.

Inês Marques, achando também que não era grande penalidade, chutou para o lado, para espanto geral. Gesto que mereceu aplausos de todos os presentes no pavilhão.

À Record FM, o presidente da Associação de Futebol de Évora, António Pereira, não escondeu o orgulho pela opção de “fair play” da jovem atleta local: “Hoje em dia é difícil, tanto em campos de futebol como em recintos desportivos de futsal, ver atletas do timbre da Inês Marques. Com 30 segundos de jogo e o resultado em 0-0, perceber que a grande penalidade não era válida e marcar propositadamente para fora para se repor a verdade do jogo, não é para todos. A Inês, além de ser uma grande jogadora, é também uma grande mulher. Deu o exemplo a grandes profissionais que não fazem o que deviam fazer. Está de parabéns a Inês, o International Sport Clube e penso que também a associação”.

O dirigente contou ainda que no fim do jogo, que o International de Évora venceu por 6-0, teve oportunidade de falar com a atleta para lhe agradecer o gesto: “A Inês contou-me que estava ali pelo jogo, pelo desporto e não para ganhar de qualquer forma”.

O presidente da Associação de Futebol de Évora adiantou ainda à Record FM que na gala anual vão homenagear a atleta, para que o “fair play” passe a ser um exemplo em todos os campos e pavilhões.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Uma das maiores estrelas da NBA morre em acidente de helicóptero

Publicado

O norte-americano Kobe Bryant, 41 anos, considerado um dos maiores jogadores de sempre da Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA), morreu hoje na sequência de um acidente de helicóptero em Calabasas, na Califórnia (Estados Unidos).

Segundo confirmaram o site de notícias TMZ, que avançou a notícia, e também o jornal “Los Angeles Times”, Kobe Bryant seguia no seu helicóptero privado com pelo menos mais três pessoas, este domingo de manhã, quando a aeronave caiu, incendiando-se de seguida. Quando as equipas de emergência chegaram ao local, não encontraram sobreviventes, confirmou a Polícia, dando conta de cinco mortos. Entre as vítimas, está uma filha de Kobe, Gianna Maria Onore, de 13 anos, avança o TMZ.

Kobe Bryant foi campeão da NBA por cinco vezes, numa carreira que começou em 1996 e durou 20 anos. Venceu também o ouro olímpico por duas vezes, tendo feito parte das seleções olímpicas norte-americanas de 2008 e 2012.

Continue a ler

Populares