Ligue-se a nós

Música

Eurovisão: The Black Mamba avançam para a final

Publicado

Portugal está na final da 65.ª edição do Festival Eurovisão da Canção com a canção “Love Is On My Side”, interpretada pelos The Black Mamba, e que vai decorrer no sábado, em Roterdão (Países Baixos).

Portugal foi o quinto finalista anunciado na segunda semifinal que decorreu esta quinta-feira, na qual também se apuraram para a final a Albânia, com o tema “Karma”, a Sérvia, com “Loco Loco”, a Bulgária, com “Growing Up Is Getting Old”, a Moldávia, com “SUGAR”, a Islândia, com “10 Years”, San Marino, com “Adrenalina”, a Suíça, com “Tout l’Univers”, a Grécia, com “Last Dance”, e a Finlândia, com “Dark Side”.

“Discoteque”, da Lituânia, “Russian Woman”, da Rússia, “Voices”, da Suécia, “El Diablo”, do Chipre, “Fallen Angel”, da Noruega, “The Wrong Place”, da Bélgica, “Set Me Free”, de Israel, “Mata Hari”, do Azerbaijão, “Shum”, da Ucrânia, e “Je Me Casse”, de Malta, foram as primeiras dez músicas apuradas na primeira semifinal, que decorreu na terça-feira, e que juntamente com os temas apurados hoje compõem a final do concurso, que se vai realizar no sábado.

Na final competem 26 países: dez foram escolhidos na terça-feira, durante a primeira semifinal, outros dez são selecionados hoje e há seis que têm entrada direta – os chamados “Cinco Grandes” (França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido) e o país anfitrião (Países Baixos).

Embora esteja muito longe de ser dado como potencial vencedor este ano, Portugal tem vindo a subir nas casas de apostas desde que os The Black Mamba chegaram a Roterdão e onde já participaram em vários ensaios, que são divulgados pela organização no ‘site’ oficial do concurso.

Com “Love Is On My Side” Portugal leva à Eurovisão, pela primeira vez, uma canção integralmente em inglês, composta por Tatanka, vocalista dos The Black Mamba, banda formada em 2010 e que se move no universo dos blues, da soul e do funk.

COMENTÁRIOS

Atualidade

Tina Tuner – Foreign Affair – A ‘Rainha do Pop’ surge em várias edições

Publicado

No próximo dia 16 de julho, Tina Turner vai lançar a edição deluxe de FOREIGN AFFAIR e versões em vinil, CD e digital. Em Foreign Affair, um dos mais reconhecidos álbuns dos anos 80, Tina Turner surgiu no auge.

A edição limitada comemorativa do 30º aniversário do lançamento original, FOREIGN AFFAIR (DELUXE EDITION), inclui, no CD1, o álbum original remasterizado pela primeira vez, e no CD2 um conjunto de lados-B, remixes e uma demo inédita do clássico “The Best”. Os CD3 e CD4 incluem o icónico concerto ao vivo de Tina Turner em Barcelona, em 1990, uma atuação com algumas das suas canções mais populares, como “What’s Love Got To Do With It”, “Proud Mary”, “Private Dancer” entre muitas outras. O DVD inclui este concerto e os seis vídeos de singles retirados do álbum, todos eles restaurados em HD.

A edição deluxe inclui um “passaporte” especial comemorativo com fotos icónicas de Tina Turner, 5 fotos da autoria de Paul Cox impressas em cartolina de alta qualidade, e um livrete com notas de Holly Knight, autora de “The Best”, “Be Tender With Me Baby”, “You Can’t Stop Me Loving You” e “Ask Me How I Feel”.

O álbum também estará disponível, sempre com o áudio remasterizado, em 2 LPs, em edição digital, e em 2 CDs onde ao álbum original se junta um segundo CD com um conjunto de lados-B, remixes e uma demo inédita de “The Best”.

Foreign Affair foi o terceiro álbum de estúdio de Tina Turner desde o seu  “renascimento” com os sucessos de Private Dancer (1984) e Break Every Rule (1986), e do seu protagonismo em Mad Max Beyond Thunderdome, em 1985. O álbum foi Disco de Platina em todo o mundo, incluindo Reino Unido, Alemanha, Suíça, Canadá, Austrália, Portugal entre muitos outros países.

 

Continue a ler

Populares