Ligue-se a nós

Desporto

Euro2024: Goleada esperada ao Liechtenstein na estreia de Roberto Martínez

Publicado

Portugal estreia-se quinta-feira na fase de qualificação para o Euro2024 de futebol com a receção ao Liechtenstein, num encontro que marca a estreia de Roberto Martínez como o novo selecionador nacional e em que se espera uma goleada.

O Estádio José Alvalade, em Lisboa, vai ser palco do arranque da campanha para estar na fase final do Europeu do próximo ano, que vai decorrer na Alemanha, e da estreia absoluta de Martínez, sucessor de Fernando Santos, que tem todas as condições para iniciar o seu ‘reinado’ com uma vitória bem ‘gorda’.

O espanhol, ex-selecionador belga, foi o escolhido pela Federação Portuguesa de Futebol para render Fernando Santos, que abandonou o cargo após o Campeonato do Mundo do Qatar, no qual a seleção nacional alcançou os quartos de final.

Santos estava no comando da equipa desde 2014, tendo conquistado o Euro2016 e a primeira edição da Liga nas Nações, em 2019, protagonizando a ‘era’ de mais sucesso da história da seleção nacional.

O ‘frágil’ Liechtenstein, uma das equipas do fundo do futebol europeu, parece ser o adversário perfeito para Portugal iniciar da melhor forma o apuramento para o Euro2024, mas também para Martínez demonstrar o seu plano para a equipa das ‘quinas’.

Desde logo, a presença do capitão Cristiano Ronaldo, que se manteve nas escolhas de Roberto Martínez, apesar dos 38 anos e de estar a atuar agora num campeonato de menos qualidade, como o da Arábia Saudita, aparecendo a dúvida de qual será o papel do avançado na equipa.

Com jogadores como Gonçalo Ramos e João Félix em bom momento de forma, com o regresso de Diogo Jota e com Bernardo Silva e Bruno Fernandes como titulares indiscutíveis (e ainda com João Mário a fazer a melhor época da carreira no Benfica), o técnico espanhol tem aqui um verdadeiro ‘quebra-cabeças’ em como vai arranjar espaço no ‘onze’ inicial para Ronaldo ou se vai deixar o máximo goleador português no banco.

Outra das dúvidas surge na defesa, com a possível utilização de três centrais e a estreia absoluta de Diogo Leite ou Gonçalo Inácio como hipótese, algo que ganhou mais força devido à ausência de Pepe, que foi convocado, mas que acabou por ser dispensado devido a problemas físicos.

Seja como for, Portugal tem a obrigação não só de ganhar, mas de marcar muitos golos, perante um adversário que tem o ‘rótulo’ de eterno último classificado dos grupos em que participa nas fases de qualificação para as grandes competições. Só por duas vezes, na corrida para o Mundial2006 e para o Euro2016, isso não aconteceu, terminando no penúltimo posto.

O Liechtenstein chega a Lisboa numa fase de transição, com a saída anunciada do técnico austríaco Rene Pauritsch para o Vaduz, equipa que disputa a Liga suíça, mas que se mantém interinamente no comando para esta dupla jornada.

O encontro está agendado para as 19:45 e terá a arbitragem do norueguês Espen Eskas.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.